25/03/2020 - 15h59

MLB fecha acordo sobre tempo de serviço completo para atletas em 2020

Um dos principais pontos de discussão entre liga e jogadores parece estar próximo de uma conclusão positiva

Em um período de longas discussões e indefinições causadas pela pandemia do coronavírus, a Major League Baseball e a MLBPA (sindicato dos jogadores) parece finalmente estar entrando em acordo quanto a uma das maiores pendências e dúvidas atuais: o tempo de serviço completo dos atletas.

De acordo com fontes ligadas ao jornalista Ken Rosenthal, do The Athletic, nesta quarta-feira (25) a MLB concordou em garantir um ano de serviço completo para todos os jogadores que estiverem ativos nos elencos durante a temporada de 2020, independente de quantas partidas forem jogadas neste ano.

Rosenthal também afirma que em caso de cancelamento total da temporada, os dois lados ainda não decidiram o que fazer. No momento, ambos decidiram deixar essa decisão para um momento posterior, já que esta ainda é uma possibilidade remota.

Obviamente, os atletas não estavam interessados em terem seu tempo de serviço reduzido com a alta possibilidade de uma temporada com menos jogos. Isso impactaria diretamente no período de free agency e em negociações de revisão salarial via arbitrarion.

O “tempo de serviço” é determinado pelo total de dias em que o jogador passa ativamente em um elenco da MLB. Originalmente, um ano completo consiste em um período de ao menos 172 dias.

A liga e o sindicato dos jogadores seguem em discussões quanto a outras pendências financeiras e à estrutura do calendário, quando a temporada voltar, entre outros assuntos. Abaixo, seguem alguns dos assuntos que estão sendo conversados entre os lados.

– Se os atletas ainda receberiam seus salários completos mesmo com o cancelamento da temporada.

– Garantias dos times de que funcionários (não jogadores) vão receber seus pagamentos completos pelo menos até abril, com medidas de cortes de salário sendo possíveis a partir de maio.

– Realização de pagamentos para os jogadores de ligas menores, sendo que a maioria não recebe salário desde o final da temporada, no começo de setembro do ano passado.

– Questões sobre o Draft e o período de contratações internacionais.

– Um início da temporada próximo ao período do All-Star Game (final de junho/começo de julho).

– Jogos em campos neutros ou sem torcida (principalmente nas maiores regiões metropolitanas).

– Um período de “segundo spring training” – se mais curto ou de quatro semanas.

(Foto: Alex Trautwig/MLB Photos/ Divulgação)

Oddsshark