Oferecimento
14/01/2020 - 12h38

Jeff Luhnow nega envolvimento em escândalo de roubo de sinais do Houston Astros

Gerente geral nega participação no caso depois de ser suspenso e perder o emprego

O agora ex-gerente geral do Houston Astros Jeff Luhnow emitiu um comunicado nesta segunda-feira (13), depois de ser suspenso pela MLB e demitido pela franquia por sua relação com o escândalo de roubo de sinais na temporada 2017. Ele negou que ele tivesse envolvimento no caso, em nota ao jornalista Jared Diamond, do Wall Street Journal. Apesar disso, ele aceita a responsabilidade pela violação de regras durante o seu tempo em Houston.

“Não sou trapaceiro”, escreveu Luhnow. “Qualquer pessoa que tenha trabalhado em estreita colaboração comigo durante meus 32 anos de carreira, dentro e fora do beisebol, pode atestar minha integridade. Eu não sabia que as regras estavam sendo violadas. Como o comissário estabeleceu em sua declaração, eu não me dirigi pessoalmente. A iniciativa de roubo de sinais não foi planejada ou dirigida pelo gerenciamento do beisebol, a decodificação em vídeo dos sinais se originou e foi executada por funcionários em nível inferior que trabalham no dugout. Estou profundamente chateado por não ter sido informado de nenhuma conduta imprópria, porque eu a teria impedido”, finalizou.

A MLB anunciou nesta segunda suspensões por um ano do técnico da equipe, A.J. Hinch, e do general manager Jeff Luhnow, ambos sem receber salários durante o período. A punição vale já para a temporada de 2020 e se encerra após o último jogo da World Series. Ambos foram demitidos pelos Astros no fim da tarde de ontem.

Além disso, os Astros perderão suas escolhas de primeira e segunda rodadas do Draft da MLB deste ano e de 2021 e serão multados em US$ 5 milhões, valor máximo previsto dentro do regulamento da liga. Nenhum atleta deve ser punido e a equipe não receberá punições esportivas, ou seja, não perderá vitórias ou o título de 2017.

Em novembro do ano passado, o ex-arremessador do Houston Astros Mike Fiers afirmou que o time trapaceou durante a campanha vitoriosa de 2017 ao utilizar uma câmera para roubar sinais de equipes adversárias. Fiers hoje joga pelo Oakland Athletics.

A tecnologia, supostamente utilizada pelo time de Houston, envolveria uma câmera no campo central fornecendo imagens para uma tela instalada no caminho entre o dugout e o vestiário dos Astros. Outra possível evidência apresentada coloca jogadores e outros funcionários da franquia texana “denunciando” certos tipos de arremessos adversários via sinais sonoros.

(Imagem: reprodução vídeo)

Oddsshark