14/08/2019 - 20h30

PRÉVIA NFL 2019: #21 New York Jets

Sob nova direção e com novidades no ataque, lado verde de NY busca surpreender e voltar aos playoffs depois de 9 anos

Plano para Le'Veon Bell indefinido10 de setembro de 2018. No Ford Field, o New York Jets estreava na temporada regular de 2018 da NFL contra o Detroit Lions. Era o primeiro jogo do calouro Sam Darnold, terceira escolha geral do Draft daquele ano. E em seu primeiro snap, o jovem lançou uma interceptação retornada para touchdown por Quandre Diggs. No mesmo jogo, porém, o camisa 14 lançou para quase 200 jardas, dois touchdowns e liderou o time para a vitória acachapante por 48 a 17.

Esse roteiro basicamente resume o que foi o primeiro ano do camisa 14 em Florham Park. Alguns altos, muitos erros, e uma campanha com quatro vitórias e 12 derrotas que culminaram com a demissão do head coach Todd Bowles.

E é sob nova direção que os Jets buscam o equilíbrio para voltar aos playoffs, coisa que não acontece desde 2010: Adam Gase, ex-Miami Dolphins, chega para dar mais volume ao ataque da equipe. Com ele, chega outro cara de personalidade forte: Gregg Williams, após um bom trabalho como coordenador defensivo e head coach interino do Cleveland Browns, chega para comandar a defesa da equipe.

Tudo isso, somado à adições interessantes e bombásticas na free agency, como especialmente a do running back Le’Veon Bell, fazem o torcedor verde NY, ter curiosidade sobre o papel da franquia em 2019.

(Foto: Reprodução Twitter/Le’Veon Bell)

Principais chegadas: Le’Veon Bell com certeza é o grande reforço dos Jets para 2019. Após ficar 2018 inteiro sem jogar pelo Pittsburgh Steelers, o multidimensional running back busca fazer a diferença em sua nova equipe. Sam Darnold também ganhou um alvo de respeito: Jamison Crowder chega com bons números do Washington Redskins e deve formar uma bom trio de recebedores com Robby Anderson e Quincy Enunwa. Ryan Kalil, center ex-Carolina Panthers, resolveu sair da aposentadoria para tentar suprir uma necessidade latente do time desde a saída de Nick Mangold. Na defesa, destaque para C.J. Mosley, que acrescentará muito experiência numa defesa que tem outros bons valores.

Principais saídas: após dois anos errantes, Jermaine Kearse saiu para o Detroit Lions (onde quebrou a perna no primeiro jogo de pré-temporada). Terrence Brooks, reserva imediato de Jamal Adams na função de strong safety, foi para os Packers. A perda mais sentida, no entanto, foi a de Jason Myers. O kicker que teve 84,3% de aproveitamento em 2019, acertou com o Seattle Seahawks na free agency. Por ora, a função de chutador está a cargo de Taylor Bertolet, que nunca jogou uma partida de temporada regular na NFL, já que Chandler Catanzaro se aposentou após uma partida de pré-temporada na equipe.

Ponto forte: se Le’Veon Bell jogar como em seus melhores dias de Pittsburgh e os recebedores cumprirem com as expectativas, o ataque dos Jets passa a ser multidimensional como não se via desde os bons dias do final da década passada. Resta saber se todos os elementos entrarão em sintonia com o quarterback.

Ponto fraco: se Trumaine Johnson fizer uma temporada de 2019 no mesmo nível de 2018, os Jets terão sérios problemas em seu corpo de cornerbacks, que foi o grande calcanhar de Aquiles do time na temporada passada. A falta de bons nomes deixa a coisa ainda mais complicada e sobrecarrega ainda mais o strong safety Jamal Adams, um dos melhores da liga.

Calouro para ficar de olho: cotado para ser escolha número 1 do Draft em 2019, Quinnen Williams caiu no colo de NY com a terceira escolha. Vindo da fortíssima Universidade do Alabama, o defensive end fez um ano de excelência em sua última temporada de college, com impressionantes oito sacks.

Campanha em 2018: 4-12

Projeção para 2019: 8-8

Técnico: Adam Gase (desde 2019)

Briga por: vaga de Wild Card

TABELA 2019

Semana 1: Bills (casa)
Semana 2: Browns (casa)
Semana 3: Patriots (fora)
Semana 4: Bye week
Semana 5: Eagles (fora)
Semana 6: Cowboys (casa)
Semana 7: Patriots (casa)
Semana 8: Jaguars (fora)
Semana 9: Dolphins (fora)
Semana 10: Giants (casa)
Semana 11: Redskins (fora)
Semana 12: Raiders (casa)
Semana 13: Bengals (fora)
Semana 14: Dolphins (casa)
Semana 15: Ravens (fora)
Semana 16: Steelers (casa)
Semana 17: Bills (fora)

POWER RANKING THE PLAYOFFS

New York Jets: posição 21
Melhor nota: 8 / Pior nota: 6,5

>> A posição de cada time no Power Ranking do The Playoffs foi definida por um comitê do site que conta com Fabio Garcia, Fernando Ferreira, Gabriel Mandel, José Ferraz e Luis Felipe Saccini. Os cinco deram notas para as equipes levando em conta a força dos elencos em geral e a perspectiva delas neste momento. A partir da média, listamos as franquias neste ranking de 1 a 32. Semanalmente, a lista será atualizada de acordo com o desempenho dos times em campo durante a temporada regular.

Oddsshark