11/07/2018 - 23h08

O Los Angeles Rams é o time a ser batido na NFC West? É o que apontam as casas de aposta!

Niners, Seahawks ou Cardinals: qual deles vai fazer frente aos Rams e brigar pelo título da divisão em 2018?

Jared Goff #16 of the Los Angeles Rams hands the ball off to Todd Gurley #30 during the first half against the New England Patriots at Gillette Stadium on December 4, 2016 in Foxboro, Massachusetts.Antes de cada temporada começar, uma das tarefas mais difíceis para os fãs de NFL historicamente é prever qual será o campeão da NFC West – uma das divisões mais complicadas e imprevisíveis da liga. Para se ter uma ideia, todas as quatro equipes terminaram no topo pelo menos uma vez nos últimos seis anos! Após alguns anos de hegemonia do Seattle Seahawks (2013, 2014 e 2016), o Los Angeles Rams renasceu das cinzas em 2017, com um elenco muito jovem e talentoso, e promete ser o time a ser batido na próxima temporada. Será mesmo?

Pelo menos é o que indicam as casas de aposta – os valores de título dos Rams estão bem abaixo dos outros três concorrentes!  Será que o San Francisco 49ers de Jimmy Garoppolo pode aprontar? Ou o reformulado Seattle Seahawks de Russell Wilson? Quem sabe o Arizona Cardinals com David Johnson de volta e dois novos QBs? A briga promete ser boa demais! Veja o que esperar das quatro equipes com os odds do Oddsshark.com.

(Foto: Adam Glanzman/Getty Images)

1º – Los Angeles Rams: paga R$1,87 para 1

Talvez o Los Angeles Rams tenha sido a surpresa mais agradável da última temporada: um time que, com a mesma base, foi de um 4-12 em 2016 para um 11-5 em 2017 após a chegada de Sean McVay – o head coach mais jovem da história da NFL. O que o novo comandante fez foi espetacular: transformou o pior ataque da liga no melhor praticamente com as mesmas peças, venceu a NFC West com autoridade e levou a franquia aos playoffs pela primeira vez nos últimos 12 anos! Apesar do revés para o Atlanta Falcons no duelo de Wild Card, a impressão que ficou é de uma franquia que está no caminho certo.

Se a expectativa em torno desse jovem time já estava alta, imagine depois que vários ótimos nomes do mercado chegaram nesta intertemporada para reforçar o setor mais carente da equipe – a defesa. O grupo que foi apenas o 19º em jardas cedidas e o que menos teve interceptações (7) ganhou alguns reforços de peso: Marcus Peters, Aqib Talib e Sam Shields na secundária e o monstro Ndamukong Suh para fazer uma parceria espetacular com Aaron Donald no pass-rush.

Se a expectativa é de um salto de qualidade na defesa, no ataque a ideia é manter o que funcionou perfeitamente no ano passado. Os jovens Jared Goff e Todd Gurley brilharam sob o comando de McVay e devem melhorar ainda mais em 2018 mais experientes e com uma linha ofensiva que ficou ainda melhor com os reforços do Draft. Se tudo correr como esperado, dificilmente algum dos três concorrentes tira a NFC West das mãos dos Rams.

2º – San Francisco 49ers: paga R$3,60 para 1

Jimmy Garoppolo se apresenta aos 49ersNem Seahawks e nem Cardinals… Para as casas de aposta, o time com mais capacidade para brigar com os Rams é o San Francisco 49ers! É a ‘Garoppolomania’ chegando com tudo! A temporada 2017 dos Niners foi realmente impressionante: um time que começou 1-10 e venceu todas as últimas cinco partidas, algumas bem complicadas, depois que um certo quarterback foi trocado com os Patriots e assumiu o posto de titular. Mesmo em pouquíssimo tempo de preparação, o que Jimmy Garoppolo fez sob o comando do promissor Kyle Shanahan foi impressionante!

Com todo o training camp para preparação e boa parte das peças mantidas, é compreensível o nível de empolgação de uma das franquias mais vitoriosas da história da NFL. O time ainda reforçou a linha ofensiva e trouxe dos Vikings o RB Jerick McKinnon – aquele running back que recebe passes que Shanahan tanto gosta de trabalhar.

Certamente o ataque vai funcionar muito bem, agora, a grande questão antes de colocar uma grana em San Francisco é ver como será a evolução da defesa – que foi apenas a 24ª em 2017. Alguns nomes chegaram, como o CB Richard Sherman, mas ainda é muito pouco para esperar um salto de qualidade logo de cara. A tendência é de que os Niners façam um bom papel, mas que não ameacem a hegemonia dos Rams segundo o Oddsshark.com.

(Foto: Reprodução Twitter/San Francisco 49ers)

3º – Seattle Seahawks: paga R$4,75 para 1

Russell Wilson #3 of the Seattle Seahawks throws against the Dallas Cowboys in the second half at AT&T Stadium on December 24, 2017 in Arlington, TexasEsses valores seriam absurdos nos últimos anos, mas hoje ilustram a realidade do Seattle Seahawks. Após uma temporada mediana de 9-7, o sinal de alerta acendeu quando, pela primeira vez em seis temporadas, a franquia ficou de fora da pós-temporada em 2017. Como explicar isso? Um péssimo planejamento na linha ofensiva, um jogo corrido extremamente inconsistente e lesões importantes na defesa ao longo do ano.

Grande parte das nove vitórias pode e deve ser colocado na conta de Russell Wilson que, mesmo tendo que lutar pela sua vida a cada snap, mostrou mais uma vez que é um quarterback acima da média. A expectativa é que o ataque melhore sob o comando do novo coordenador, Brian Schottenheimer, alguns reforços questionáveis na linha ofensiva e o RB Rashaad Penny na primeira rodada do Draft.

A defesa possui vários bons nomes, mas não é, nem de longe, aquela que liderou a NFL nos últimos anos. Com a aposentadoria precoce de Kam Chancellor, apenas um membro da ‘Legion of Boom’ original ainda segue para 2018: Earl Thomas. Embora Wilson seja espetacular, fica difícil demais acreditar no título dos Seahawks.

(Foto: Ronald Martinez/Getty Images)

4º – Arizona Cardinals: paga R$12 para 1

GLENDALE, AZ - AUGUST 12: Running back David Johnson #31 of the Arizona Cardinals rushes the football past cornerback David Amerson #29 of the Oakland Raiders during the NFL game at the University of Phoenix Stadium on August 12, 2017 in Glendale, Arizona. The Cardinals defeated the Raiders 20-10.Claro que o Arizona Cardinals é o grande azarão dentro da divisão, mas esses valores de 12 para 1 estão um pouco fora da realidade pelo o que esse time promete para 2018. Mesmo sem David Johnson, principal jogador do ataque, e uma ciranda de quarterbacks após a lesão de Carson Palmer no ano passado, o time terminou com um respeitável 8-8.

Talvez o que limite a empolgação com os Cardinals seja a reformulação quase completa no corpo técnico e na posição de quarterback. Embora Sam Bradford e o calouro Josh Rosen sejam incógnitas, é inegável que o time possui QBs melhores em 2018. Além, é claro, de um David Johnson espetacular e louco para dar a volta por cima. Agora, talvez a defesa medíocre impeça os Cards de voarem mais alto. Será uma temporada digna, mas falar em título de divisão é extremamente prematuro nessa altura do campeonato.

(Foto: Christian Petersen/Getty Images)

Oddsshark