07/04/2020 - 20h00

Mock Draft NFL 2020 do The Playoffs: versão #6

Faltam pouco mais de duas semanas para o NFL Draft 2020; Confira os palpites da nossa equipe

Quarterback de Oregon Justin Herbert não se declara para o draft da NFL de 2019O NFL Draft 2020 está chegando! Os fãs de esportes americanos estão ansiosamente esperando o dia 23 de abril de 2020, ainda mais em um período em que todas as grandes ligas se encontram paralisadas devido à pandemia da Covid-19. E, para ocupar o seu tempo nessa quarentena, o The Playoffs traz mais uma versão dos palpites do que os time irão fazer durante a primeira rodada do Draft.

No sexto mock de nossa série, quatro trocas agitam a primeira rodada, com quatro quarterbacks selecionados e, possivelmente, muitos erros do que realmente vai acontecer. O importante é se divertir com os diversos cenários que podem vir a acontecer em Las Vegas e recomendo a todos a fazerem o mesmo.

(Foto: Reprodução Twitter / Oregon Football)

MOCK DRAFT NFL 2020: THE PLAYOFFS – versão #6

Cincinnati Bengals

#1 – Cincinnati Bengals: Joe Burrow (QB – LSU)

Quase uma unanimidade, o Cincinnati Bengals seleciona o vencedor do Heisman de 2019 com a primeira escolha geral. Ainda que tenha tido apenas uma grande temporada em sua carreira universitária, o nível de atuação que levou LSU ao título do College Football Playoff foi o suficiente para colocá-lo como o melhor quarterback desta classe e não tem como deixá-lo passar.

Washington Redskins

#2 – Washington Redskins: Chase Young (EDGE – Ohio State)

O Washington Redskins, apesar de não estar completamente confortável com Dwayne Haskins como seu franchise quarterback, resolve selecionar o melhor prospecto desta classe em mais uma escolha sem muitas surpresas. Chase Young é um pass rusher com um talento incrível e uma combinação de velocidade, força e habilidade atlética que pode contribuir desde o dia 1 em uma dupla letal com Montez Sweat. Tudo o que Jack Del Rio e Ron Rivera esperam para dar início a uma nova era em Washington.

Detroit Lions

#3 – Detroit Lions: Jeffrey Okudah (CB – Ohio State)

O Detroit Lions tenta fazer um leilão com essa escolha, mas após propostas não tão tentadoras, resolvem não correr o risco de perder seu principal alvo no Draft. A franquia do estado de Michigan seleciona um dos principais jogadores do estado rival para cobrir a saída de Darius Slay, trocado para o Philadelphia Eagles. Jeffrey Okudah é, sem dúvidas, o melhor defensive back disponível e deve fazer uma boa dupla com Desmond Trufant na secundária de Detroit.

Los Angeles Chargers

#4 – TRADE ALERT!* Los Angeles Chargers (via New York Giants): Tua Tagovailoa (QB – Alabama)

O Los Angeles Chargers quer Tua Tagovailoa e, apesar de os rumores apontarem para uma preferência do Miami Dolphins por Justin Herbert, não quer esperar para ver. Por isso, a franquia da Califórnia sobe duas posições no Draft para ter a garantia de selecionarem seu franchise quarterback após a saída de Philip Rivers. Apesar de ainda restarem algumas dúvidas após a séria lesão de Tua que acabou com sua última temporada em Alabama e apesar de já se dizer recuperado, o enorme talento do quarterback é mais que o suficiente para fazer os Chargers arriscarem.

*A troca citada é uma simulação feita pelo autor

Miami Dolphins

#5 – Miami Dolphins: Justin Herbert (QB – Oregon)

O suspense de Miami ao redor de sua escolha funcionou. Os Chargers subiram aqui no Draft para selecionar Tua Tagovailoa e deixaram os Dolphins com seu quarterback preferido. Herbert que, apesar de ser apontado como uma possível escolha de primeira rodada em 2019, voltou para o seu senior year em Oregon, está pronto para contribuir desde o início e tem as ferramentas para se tornar uma estrela na NFL, incluindo sua capacidade de liderança demonstrada nos Ducks.

New York Giants

#6 – TRADE ALERT! New York Giants (via Los Angeles Chargers): Tristan Wirfs (OT – Iowa)

Apesar de ser algo pouco comum com Dave Gettleman, os Giants descem no Draft sem que isso afete sua escolha. A franquia de Nova York ainda sofre com sua linha ofensiva e, por mais tentador que seja selecionar alguém com o talento de Isaiah Simmons, decide selecionar um tackle para proteger Daniel Jones e abrir espaço para Saquon Barkley. Wirfs, após três excelentes temporadas nos Hawkeyes e um bom desempenho no Combine, é o escolhido e deve ganhar a posição de right tackle titular em 2020 antes de possivelmente mudar para left tackle após o fim do contrato de Nate Solder em 2021.

*A troca citada é uma simulação feita pelo autor

Carolina Panthers

#7 – Carolina Panthers: Isaiah Simmons (LB/S – Clemson)

Os Panthers têm uma necessidade no interior da linha defensiva, mas não deixam passar Isaiah Simmons na sétima escolha. Simmons é uma combinação de atleticismo com velocidade e habilidade raras, além de ser como um canivete suíço, podendo atuar em diversas posições da defesa. O defensor tem tudo para ser o substituto que a equipe espera após a aposentadoria de Luke Kuechly.

Arizona Cardinals

#8 – Arizona Cardinals: Jedrick Wills (OT – Alabama)

O Arizona Cardinals parece já ter encontrado seu quarterback em Kyler Murray e tem alvos excelentes para muni-lo, principalmente após a chegada de DeAndre Hopkins. Resta agora melhorar a sua proteção e Jedrick Wills é o nome perfeito para isso. O prospecto atuou como right tackle protegendo o lado cego de Tua Tagovailoa em Alabama e deve se manter na posição após a volta de D.J. Humphries como o left tackle, garantindo a proteção esperada para o ataque de Kliff Kingsbury explodir em 2020.

Jacksonville Jaguars

#9 – Jacksonville Jaguars: Derrick Brown (DT – Auburn)

Derrick Brown cai no colo dos Jaguars, que precisam desesperadamente de uma escolha para parar o jogo terrestre e melhorar sua linha defensiva após a saída de Calais Campbell para o Baltimore Ravens. Em sua carreira em Auburn, foi exatamente isso o que o jogador fez de melhor, conseguindo ler as corridas e impedi-las com uma grande eficiência, além de ser versátil o suficiente para atuar também no pass rush.

Cleveland Browns

#10 – Cleveland Browns: Mekhi Becton (OT – Louisville)

Mais um caso de uma franquia buscando proteção ao seu jovem quarterback, o Cleveland Browns seleciona Mekhi Becton para proteger o lado cego de Baker Mayfield. Após a chegada de Jack Conklin como right tackle, a franquia de Ohio investe agora no outro lado da linha em um jogador extremamente físico e com um teto bem alto.

New York Jets

#11 – New York Jets: Andrew Thomas (OT – Georgia)

Por mais que um possível alvo para Sam Darnold possa aparecer por aqui, a franquia de Nova York deve seguir a tendência de proteger seu quarterback. Andrew Thomas é o offensive tackle que sobrou até essa posição e, com um histórico de boas atuações na poderosa SEC e ótima técnica, é o selecionado para ajudar Darnold e Le’Veon Bell a terem um melhor ano em 2020.

Las Vegas Raiders

#12 – Las Vegas Raiders: CeeDee Lamb (WR – Oklahoma)

Os Raiders, recém mudados para Las Vegas, selecionam seu wide receiver #1 após o fiasco que tiveram com Antonio Brown na temporada passada. Seja Derek Carr, Marcus Mariota ou outro na posição, o quarterback da equipe deve agradecer muito à escolha de CeeDee Lamb, um recebedor alto com boa habilidade de correr rotas, capaz de estender o campo e fazer grandes jogadas após a recepção.

San Francisco 49ers

#13 – San Francisco 49ers (via Indianapolis Colts): Jerry Jeudy (WR – Alabama)

Mesmo chegando ao Super Bowl, os 49ers se encontram em uma boa posição no Draft para escolher um tão desejado alvo para Jimmy Garoppolo após a troca de DeForest Buckner com os Colts. Com Lamb escolhido na posição anterior, os Niners selecionam Jerry Jeudy, outro wide receiver elite de Alabama, bastante explosivo e com uma excelente capacidade de execução de rotas.

Jacksonville Jaguars

#14 – TRADE ALERT! Jacksonville Jaguars (via Tampa Bay Buccaneers): C.J. Henderson (CB – Florida)

A corrida por offensive tackles cedo no Draft acaba tirando as principais opções dos Buccaneers, que procuram interessados para um trade down e encontram os Jaguars sedentos por um cornerback após a saída de Jalen Ramsey. C.J. Henderson, que se separou dos demais como o segundo melhor prospecto da posição, é o escolhido e tem tudo para ser titular desde o início.

*A troca citada é uma simulação feita pelo autor

Denver Broncos

#15 – Denver Broncos: Henry Ruggs III (WR – Alabama)

John Elway quer um dos top wide receivers neste Draft para dividir recepções com Courtland Sutton e muitos acreditam que ele possa até mesmo considerar um trade up para isso. Mas, dependendo do andamento do processo de seleção, ele pode muito bem esperar com sua escolha original e ainda assim garantir um recebedor como Henry Ruggs III, extremamente veloz (tendo corrido as 40 jardas em 4,27 segundos no Combine) e combinação perfeita para o braço forte de Drew Lock.

Atlanta Falcons

#16 – Atlanta Falcons: K’Lavon Chaisson (EDGE – LSU)

O Atlanta Falcons precisa de ajuda em diversas posições, tanto no ataque quanto na defesa, mas sem dúvidas o pass rush da equipe permanece como a principal questão a ser endereçada, ainda mais após a saída de Vic Beasley para o Tennessee Titans. Em 2019, foram apenas 28 sacks, segunda menor marca da liga, e a chegada de um edge bastante atlético e explosivo como K’Lavon Chaisson para se juntar ao recém-assinado Dante Fowler Jr., pode ajudar a equipe a conseguir pressionar mais os quarterbacks em 2020.

Dallas Cowboys

#17 – Dallas Cowboys: Kristian Fulton (CB – LSU)

O Dallas Cowboys precisa de um substituto em sua secundária após a saída de Byron Jones. Para resolver a questão, vão atrás de Kristian Fulton, que apesar de sofrer contra recebedores mais físicos e rápidos, enfrentou grandes recebedores em sua carreira universitária e fez bonito durante a campanha do título dos Tigers na temporada passada.

Miami Dolphins

#18 – Miami Dolphins (via Pittsburgh Steelers): Xavier McKinnney (S/CB – Alabama)

Após selecionar seu franchise quarterback com sua primeira de três escolhas de primeira rodada, muitos esperam que os Dolphins procurem melhorar sua linha ofensiva com sua segunda escolha. Mas com os principais nomes da posição já tendo sido escolhidos, Miami decide procurar mais um versátil defensor de Alabama e seleciona Xavier McKinney curiosamente na escolha resultante da troca de Minkah Fitzpatrick para o Pittsburgh Steelers.

Las Vegas Raiders

#19 – Las Vegas Raiders (via Chicago Bears): Javon Kinlaw (DT – South Carolina)

Os Raiders podem ficar satisfeitos de conseguirem melhorar sua linha defensiva com um jogador que caiu mais do que esperado no Draft. Kinlaw é o melhor prospecto disponível no momento e Mayock, Gruden e companhia não devem hesitar em escolher um versátil e atlético jogador com um potencial incrível de crescimento. Com os Gamecocks, Kinlaw se destacou no pass rush, anotando seis sacks e dois fumbles forçados em 2019.

Tampa Bay Buccaneers

#20 – TRADE ALERT! Tampa Bay Buccaneers (via Jacksonville Jaguars, Los Angeles Rams): Austin Jackson (OT – USC)

Após acumular mais algumas escolhas no Draft, os Buccaneers finalmente selecionam alguém para proteger Tom Brady em 2020. Apesar de cogitarem até mesmo um trade up para selecionar um dos top 4 jogadores de linha ofensiva no Draft, o cenário aqui não é favorável para a franquia da Flórida, que tem que se contentar com Austin Jackson, um jogador com bom tamanho e atleticismo para a posição, mas que ainda precisa melhorar sua técnica.

*A troca citada é uma simulação feita pelo autor

Philadelphia Eagles

#21 – Philadelphia Eagles: Justin Jefferson (WR – LSU)

Mais uma escolha que parece encaminhada é a seleção de um wide receiver pelo Philadelphia Eagles. A equipe precisa de alvos para Carson Wentz, e Justin Jefferson, principal arma de Joe Burrow em LSU, é o selecionado. É um wide receiver alto e físico, podendo ser uma arma interessante na red zone desde o início, além de ser excelente nas corridas de rota e em criar separação dos defensores.

Baltimore Ravens

#22 – TRADE ALERT! Baltimore Ravens (via Minnesota Vikings, Buffalo Bills): Kenneth Murray (LB – Oklahoma)

Com a seleção de Kinlaw pelos Raiders, um dos melhores linebackers estava caindo no Draft. Os Ravens aproveitam a situação e sobem algumas posições para selecionar Kenneth Murray, líder da defesa de Oklahoma. É um defensor explosivo, bom contra corridas e em situações de blitz, excelente tackleador e com uma capacidade de liderança fora de campo que o credencia como titular logo no início da temporada.

*A troca citada é uma simulação feita pelo autor

New England Patriots

#23 – New England Patriots: Jordan Love (QB – Utah St.)

Essa é a escolha mais difícil de se prever, mas o New England Patriots precisa de um quarterback após a saída de Tom Brady. Após dispensar Cody Kessler, a franquia conta apenas com Jarrett Stidham e Brian Hoyer na posição e devem recorrer ao Draft para aumentar a disputa pela vaga de titular. Jordan Love parece ser o favorito para a escolha. Com um grande potencial e um braço invejável, o quarterback deve diminuir seus erros e se desenvolver muito sob a tutela de Bill Bellichick.

New Orleans Saints

#24 – New Orleans Saints: Patrick Queen (LB – LSU)

Mais um dos destaques da campanha do título dos Tigers selecionado na primeira rodada, Patrick Queen permanece em Louisiana. O linebacker pode ajudar contra corrida, pressionar o quarterback e marcar situações de passe com mudanças rápidas de direção e uma cobertura instintiva.

Minnesota Vikings

#25 – Minnesota Vikings: Tee Higgins (WR – Clemson)

O Minnesota Vikings se aproveita da profunda classe de recebedores para selecionar o substituto de Stefon Diggs, trocado para o Buffalo Bills. Tee Higgins, destaque de Clemson, é o escolhido e pode contribuir com recepções em movimento e em rotas longas, complementando Adam Thielen para um ataque dinâmico em Minnesota.

Miami Dolphins

#26 – Miami Dolphins (via Houston Texans): Josh Jones (OT – Houston)

Os Dolphins agora sim começam a melhorar sua proteção a Justin Herbert. A franquia aposta em Josh Jones, um jogador de grande potencial e com uma boa atuação no Senior Bowl, mas que ainda precisa evoluir para ser um titular sólido na primeira semana. Em seus anos com os Cougars, atuou como left tackle e mostrou uma evolução com o passar do tempo, o que ajuda a justificar que suas falhas são corrigíveis.

Seattle Seahawks

#27 – Seattle Seahawks: A.J. Epenesa (EDGE – Iowa)

Os Seahawks precisam de ajuda para pressionar o quarterback, sendo o segundo time com menos sacks em 2019. Epenesa, uma combinação de tamanho, velocidade e explosão, pode ser a peça ideal para que esse cenário mude em 2020. Em seus últimos dois anos com os Hawkeyes, o jogador acumulou 22 sacks e tem o potencial para repetir esses números na NFL.

Minnesota Vikings

#28 – TRADE ALERT! Minnesota Vikings (via Baltimore Ravens): Jeff Gladney (CB – TCU)

Apesar de Trevon Diggs ser um melhor prospecto para a posição, o Minnesota Vikings decide não arriscar selecionar o irmão de Stefon Diggs, que forçou sua saída da equipe no início deste ano. Mesmo assim, a franquia precisa endereçar o espaço deixado por Xavier Rhodes e decide selecionar Jeff Gladney, um cornerback versátil e bastante ágil que pode ajudar a equipe desde o primeiro dia.

*A troca citada é uma simulação feita pelo autor

Tennessee Titans

#29 – Tennessee Titans: Zack Baun (EDGE – Wisconsin)

Zack Baun oferece um encaixe interessante para o Tennessee Titans. O versátil outside linebacker de Wisconsin é uma peça jovem, que pode ajudar tanto na pressão ao quarterback adversário, tendo anotado 19,5 tackles para perda de jardas e 12,5 sacks em sua última temporada com os Badgers, quanto recuando para marcar passes.

Green Bay Packers

#30 – Green Bay Packers: Denzel Mims (WR – Baylor)

Aaron Rodgers precisa de um alvo confiável que não se chame Davante Adams. E, em uma classe repleta de bons recebedores, os Packers selecionam Denzel Mims, um jogador com bom controle corporal, capacidade de bloqueio e capaz de estender o campo com rotas longas. Além de 2.901 jardas recebidas e 28 touchdowns anotados em sua carreira com os Bears, Mims se destacou no Senior Bowl para o credenciar como uma escolha de primeira rodada.

Miami Dolphins

#31 – TRADE ALERT! Miami Dolphins (via San Francisco 49ers): Cesar Ruiz (IOL – Michigan)

Após não fazer trade up com nenhuma de suas escolhas anteriores, os Dolphins resolvem gastar um pouco de seu capital para voltar à primeira rodada e fortalecer novamente sua linha ofensiva. Com outras equipes com escolhas superiores também de olho em um center, os Dolphins se dão ao luxo de não perderem o melhor jogador da posição nesta classe e selecionam Cesar Ruiz após uma troca com o San Francisco 49ers, que, por sua vez, precisa acumular mais escolhas.

*A troca citada é uma simulação feita pelo autor

Kansas City Chiefs

#32 – Kansas City Chiefs: Trevon Diggs (CB – Alabama)

O atual campeão Kansas City Chiefs até considera também trocar para acumular escolhas, mas a queda de Trevon Diggs até a última escolha da primeira rodada é boa demais para passar. O defensive back tem uma combinação atlética interessante, com uma boa altura e envergadura. Além disso, tendo até mesmo atuado como recebedor e retornador pela Crimson Tide, tem um ótimo trabalho com as mãos, sendo capaz de gerar bons turnovers.

LEIA MAIS

+ Mock Draft versão 1

+ Mock Draft versão 2

+ Mock Draft versão 3

+ Mock Draft versão 4

+ Mock Draft versão 5

Oddsshark