15/05/2019 - 12h09

[PRÉVIA] Final da Conferência Leste da NBA 2019: Milwaukee Bucks x Toronto Raptors

Após Era LeBron, Leste tem duelo das duas melhores campanhas da conferência nesta temporada por uma vaga na final

Em sua temporada de estreia na NBA, o Fiserv Forum vai receber as finais da Conferência Leste. A cidade de Milwaukee não hospedava um duelo deste tipo desde 2001 e vê no confronto contra o Toronto Raptors a chance de voltar à final da NBA após 35 anos. Já os Raptors jogam a sua segunda final da história, tentando pela primeira vez levantar o troféu do Leste.

O duelo colocará frente a frente Giannis Antetokounmpo e Kawhi Leonard, dois dos mais atléticos alas da liga. Ambos foram peças chaves para que suas equipes chegassem até esse momento, com Antetokounmpo sendo um dos favoritos ao prêmio de MVP da temporada regular, enquanto Leonard converteu um arremesso no estouro do cronômetro para eliminar o Philadelphia 76ers nas semifinais do Leste.

Outro feito interessante será conhecer o primeiro campeão do Leste após a “Era LeBron James”. Desde que foi para o Miami Heat em 2011, James não deixou de disputar uma final da NBA sequer. Com isso, Bucks e Raptors podem iniciar uma próxima dinastia dentro da conferência.

Frente à grande expectativa, o que esperar dessa série? Vamos a mais uma prévia do The Playoffs!

BUCKS X RAPTORS

Milwaukee vem justificando a melhor campanha da liga na temporada regular dentro desses playoffs. Após uma tranquila varrida contra o Detroit Pistons, a equipe conseguiu vencer quatro jogos seguidos e despachar o Boston Celtics em apenas cinco duelos.

Já os Raptors tiveram um pouco mais de dificuldade em seu caminho. Vitória em cinco jogos contra o Orlando Magic e depois uma série com sete jogos frente ao Philadelphia 76ers, com quebra de mando de quadra para as duas equipes e cesta salvadora de Leonard no último lance do jogo 7.

Os Bucks lideram a liga nos playoffs em diferencial de pontos (15,3), com os Raptors logo atrás na segunda posição (7,6). A grande diferença entre as equipes está no ataque. Enquanto Milwaukee anota 116,9 pontos por jogo, só atrás do Golden State Warriors (117,9 pontos), Toronto fica apenas na décima posição, tendo média de 103,6 pontos.

Ainda dentro do ataque, os Bucks levam a melhor em outros dois fundamentos importantes. Percentual de acerto nas bolas de três (35,4% contra 32,7%) e em assistências (25,6 ante 22,3). Os Raptors têm a vantagem na defesa, sendo a equipe que menos cedeu pontos em média nesses playoffs. Apenas 96 pontos. Milwaukee é o terceiro nesse ranking, com 101,6 pontos sofridos.

Analisando individualmente os atletas desta série, vemos Leonard como parte principal do ataque dos Raptors. Em todos os jogos contra os 76ers, o ala anotou pelo menos 29 pontos, tendo aproveitamento dos chutes de quadra acima dos 41% em todas as partidas.

Pascal Siakam aparece como um coadjuvante chave para o ataque dos Raptors. Mesmo tendo cinco jogos acima de 20 pontos nas semifinais do Leste, o ala anotou apenas 11 pontos no jogo final contra os 76ers e precisa ter um desempenho mais regular para alavancar Toronto dentro da série.

Para os Bucks, Antetokounmpo demonstrou um crescimento importante na série contra os Celtics. No primeiro duelo ele teve apenas 33% na conversão de seus arremessos de quadra, marca que ficou na média de 58,7% nos outros quatro jogos, conseguindo encontrar melhores jogadas dentro do garrafão, onde consegue ter aproveitamento superior.

No perímetro, Khris Middleton não decepcionou até o momento. Entre os atletas que arremessaram pelo menos 60 vezes da linha dos três pontos, o ala tem o melhor aproveitamento (46,7%). Para efeito de comparação, Kevin Durant está com média de 41,6%, J.J. Redick na casa de 41,4% e Leonard com 40,8%.

O CONFRONTO

TORONTO, ON - MAY 12: Kawhi Leonard #2 of the Toronto Raptors celebrates with teammates after sinking a buzzer beater to win Game Seven of the second round of the 2019 NBA Playoffs against the Philadelphia 76ers at Scotiabank Arena on May 12, 2019 in Toronto, Canada.Antes de analisar os titulares, essa série pode ter um ponto aguardando fora de quadra para decidir os duelos. Os “bancários”. Do lado dos Raptors, com a exceção de Serge Ibaka, a produção dos reservas não vem sendo a contento, o que pode prejudicar uma equipe que atuou 12 vezes nesses playoffs.

Nomes como Jeremy Lin e Norman Powell nem chegaram a entrar em quadra no jogo 7 contra os 76ers. Fred VanVleet, presença importante na campanha do ano passado, converteu apenas duas cestas de três em toda a série contra Philadelphia e não passou de cinco pontos em nenhuma partida. Ibaka foi a única exceção, tendo atuado mais de 22 minutos nos últimos quatro duelos e anotando 17 pontos no jogo decisivo.

Já os Bucks têm conseguido um desempenho melhor de sua rotação, tendo ela sido muito importante dentro da série contra os Celtics. O trio George Hill, Pat Connaughton e Ersan Ilyasova atuou em média 24 minutos nesses duelos, sendo que Hill anotou nas últimas três partidas 21, 15 e 16 pontos, respectivamente.

Outra peça importante vinda do banco é Malcolm Brogdon, que ainda não deve tomar a posição de titular de Nikola Mirotic, mas que durante a temporada regular conseguiu entrar para a lista dos atletas que anotaram aproveitamento de ao menos 90% nos lances livres, 50% nos arremessos de quadra e 40% nas bolas de três.

Outro ponto importante dessa série é o desempenho dos armadores titulares. Kyle Lowry e Eric Bledsoe. Ambos ainda não conseguiram demonstrar regularidade dentro dos playoffs, com Bledsoe, inclusive, perdendo minutos de quadra para Hill. A presença deles no perímetro pode ser decisiva para o espaçamento da quadra, auxiliando peças como Leonard e Antetokounmpo a encontraram melhores movimentações.

Os técnicos Mike Budenholzer e Nick Nurse também sabem que um aspecto chave da série é a marcação das principais estrelas do adversário. Os Bucks vão escolher o natural e deixar Leonard sob supervisão de Middleton ou vão adotar um estilo mais agressivo e colocar Antetokounmpo para duelar com ele dentro do garrafão?

Já Nurse observou que mesmo com as dobras bem executadas pela defesa dos Celtics, Antetokounmpo conseguiu ser mais ágil e rapidamente definir suas jogadas, seja com o arremesso ou com o passe para o perímetro. Siakam é mais atlético, enquanto Marc Gasol é melhor defensor. Embora Leonard junte esses dois aspectos em um só, mesmo tendo menor altura do que o grego.

Dentro desse cenário, as faltas cometidas devem ter caráter decisivo. Sendo assim, a punição no ataque sobre a defesa é fundamental para rotacionar os atletas em quadra. Sem Leonard ou Antetokounmpo, por exemplo, cria-se uma lacuna dentro da outra equipe e que pode ser melhor explorada dentro do duelo.

RETROSPECTO

A vantagem na temporada regular ficou para os Bucks em 3 a 1, inclusive com duas vitórias em Toronto. O primeiro dos duelos não contou com Leonard e Antetokounmpo, com Milwaukee vencendo com três atletas anotando pelo menos 17 pontos. O segundo foi o mais equilibrado da série, com Brogdon decidindo o jogo em um arremesso no estouro do cronômetro. O terceiro contou com uma atuação primorosa da dupla Kawhi e Siakam, que juntos anotaram 60 pontos e saíram com o triunfo em Wisconsin. O último compromisso praticamente sacramentou o campeão do Leste, com a defesa dos Bucks cedendo apenas 92 pontos para Toronto nessa partida.

A SÉRIE: Milwaukee Bucks (#1) x Toronto Raptors (#2)

JOGO 1: 15/5, 21h30 – em Milwaukee
JOGO 2: 17/5, 21h30 – em Milwaukee
JOGO 3: 19/5, 20h – em Toronto
JOGO 4: 21/5, 21h30 – em Toronto
JOGO 5: 23/5, 21h30 – em Milwaukee*
JOGO 6: 24/5, 21h30 – em Toronto*
JOGO 7: 26/5, 21h30 – em Milwaukee*

* Jogos só acontecem se necessário.
Obs.: Todos os horários são de Brasília – transmissão pelo SporTV.

PALPITE: Milwaukee Bucks 4-2 Toronto Raptors

Mesmo com Leonard sendo o melhor jogador desses playoffs até o momento, os Raptors precisam de complementos para ele para conseguirem vencer os Bucks. Lowry e VanVleet aparecerem mais no perímetro, utilizar Gasol e Ibaka para punir Brook Lopez e Antetokounmpo no garrafão, além de maior regularidade para Siakam. Na defesa o caminho é apostar na dobra contra Giannis e recompor rapidamente quando ele passar a bola.

Os Bucks vão continuar apostando na agilidade para definição das jogadas com Antetokounmpo e nos arremessos de três pontos. Com Brogdon saudável, Milwaukee ganha mais uma arma no perímetro. O desafio para a equipe é tentar punir Leonard fisicamente durante a série, minando o atleta e fazendo com que outros atletas definam mais as jogadas para os Raptors.

Como os times se assemelham em qualidade, qualquer atleta que consiga elevar seu nível dentro da série pode deixar seu time mais perto do título. Por isso, olho em Lowry e Bledsoe. Os dois armadores não estão em suas melhores fases, mas tem potencial para desequilibrar o confronto.

Por todo o cenário, aposto em vitória dos Bucks na série.

Fotos: Vaughn Ridley/Getty Images, Twitter NBA / Divulgação e Twitter Toronto Raptors / Divulgação

Oddsshark