14/08/2019 - 00h07

All-Lefty Team: Marc Stein seleciona melhores jogadores canhotos da última temporada da NBA

Jornalista do The New York Times aproveitou Dia do Canhoto e fez uma seleção de atletas com a mão esquerda dominante

James Harden e Chris PaulO dia 13 de agosto é conhecido mundialmente como o Dia do Canhoto. Apenas uma parte da população chuta ou escreve com a mão esquerda, o que significa algumas dificuldades durante o dia a dia.

O principal caso para o autor deste texto, ironicamente canhoto também, são com as tesouras. Até hoje enfrento dificuldades. E você leitor canhoto pode enumerar outras tantas situações.

Felizmente, os canhotos costumam se destacar nos esportes e têm fama de inteligentes (isso é verdade, eu garanto!). No futebol e no basquete, tivemos e temos grandes craques, capazes de proezas incríveis com um mágico pé ou mão esquerda.

Esse fenômeno percebido por todo mundo foi o tema da newsletter do jornalista Marc Stein, do The New York Times. O jornalista escalou seu All-Lefty Team de 2019, ou seja, o melhor time possível na visão de Stein formado apenas por canhotos em atividade.

Na última temporada da NBA, havia 42 jogadores listados como canhotos na liga. Em seu texto, o jornalista diz que apesar da NBA não registrar a “lateralidade” dos jogadores, esse assunto sempre interessou a ele (Stein também é canhoto).

Confira a lista elaborada por Marc Stein:

James Harden (Houston Rockets) e Mike Conley (Utah Jazz)

MEMPHIS, TN - OCTOBER 26: Mike Conley #11 of the Memphis Grizzlies on the court during a game against the Dallas Mavericks at the FedEx Forum on October 26, 2017 in Memphis, Tennessee.O jornalista lembrou de Goran Dragic (Miami Heat) e Isaiah Thomas (Washington Wizards), mas na última temporada ambos sofreram com lesões e tiveram participação reduzida.

Sobre Harden, o Barba, claramente é dos grandes jogadores do mundo e uma unanimidade dentro e fora do mundo dos canhotos. O jogador também afirmou para o jornalista que se fosse destro, nunca teria chegado ao seu atual nível.

Dessa forma, Stein ficou em dúvida entre Conley, D’Angelo Russell (Golden State Warriors) e De’Aaron Fox (Sacramento Kings).

Na visão do jornalista, Conley cumpre bem todas as funções, sendo um arremessador consolidado, um excelente criador de chances, além de um bom defensor. O jogador teve sua melhor temporada individual e sua chegada ao Utah Jazz faz da franquia uma das candidatas a brilhar na próxima temporada.

Ben Simmons (Philadelphia 76ers), Joe Ingles (Utah Jazz) e DeAndre Jordan (Nets)

Para selecionar Simmons, Stein fala sobre sua capacidade de movimentação e seu poder de armação, que fazem dele um armador ideal para o small ball jogado atualmente, o que compensa suas falhas no perímetro.

Ingles é um cara versátil e hábil. Não há muitos argumentos, uma vez que sempre foi um favorito pessoal de Stein.

Para fechar, DeAndre Jordan superou Julius Randle devido às deficiências defensivas e à vontade de Kevin Durant e Kyrie Irving que Jordan se juntasse ao vestiário do Brooklyn Nets. Algo que não poderia ser ignorado na visão de Stein.

Domantas Sabonis (Indiana Pacers)

Sabonis foi o cestinha dos Pacers na vitória sobre o ThunderPela primeira vez, Stein mudou seu sexto homem no All-Lefty Team. Claro que de maneira forçada, devido à aposentadoria de Manu Ginobili.

O jornalista escolheu o lituano Domantas Sabonis, que teve um bom desempenho com o Indiana Pacers na última temporada.

As dúvidas persistem sobre o quão bem ele se encaixará a longo prazo ao lado de Myles Turner. Mas a sua chegada na troca que envolveu Paul George, ao lado de Victor Oladipo, foi uma verdadeira surpresa e um bônus para a franquia.

Oddsshark