21/02/2020 - 19h14

A corrida para o prêmio de MVP da NBA 2019/2020 – mês 4

Top 3 se mantém, mas vê no retrovisor chegada de Damian Lillard; confira a lista!

CHICAGO, ILLINOIS - FEBRUARY 16: LeBron James #2 of Team LeBron handles the ball while being guarded by Giannis Antetokounmpo #24 of Team Giannis in the fourth quarter during the 69th NBA All-Star Game at the United Center on February 16, 2020 in Chicago, Illinois.Com mais da metade da temporada passada, os prêmios individuais ganham cada vez mais cara. Temos então a quarta versão da corrida para o prêmio de MVP da temporada 2019/2020 da NBA no The Playoffs. Os principais nomes continuam sendo o grego Giannis Antetokounmpo (Milwaukee Bucks) e o ala LeBron James (Los Angeles Lakers). Além de liderarem suas conferências, eles também foram os capitães do jogo das estrelas.

O esloveno Luka Doncic voltou de lesão e já retomou  o ritmo que encantou a todos várias vezes, mantendo-se no top 3. O grande destaque vai para Damian Lillard, que subiu muito em relação à última análise. O armador dos Blazers é o único ponto positivo na fraquíssima temporada que o time de Oregon faz até aqui.

Por fim, o outro nome que entra pela primeira vez na lista é o de Jayson Tatum. O jovem dos Celtics atingiu um nível que o credencia a entrar em consideração aqui.

Assista aos jogos da NBA na ESPN onde você estiver! Clique aqui e teste o Wacth ESPN por 7 dias grátis.

Lembrando que o levantamento abaixo considera tudo o que vimos na temporada até aqui e faremos a atualização mensal deste ranking, afinal, muita coisa muda de 30 em 30 dias na NBA. Além da minha opinião particular e das estatísticas individuais, levamos em conta os critérios da própria liga para a eleição do jogador mais valioso da temporada, que nem sempre são os mesmos dos fãs.

As variações das médias de temporada, entre parênteses abaixo dos nomes dos jogadores, indicam o quanto o atributo cresceu ou encolheu da análise anterior para esta.

Confira abaixo a lista após os quatro primeiros meses da temporada. A próxima sai no meio de março. Fiquem ligados!

OBS: as estatísticas abaixo foram registradas até a rodada de 21 de fevereiro de 2020.

(Foto: Stacy Revere/Getty Images)

1 – Giannis Antetokounmpo, Milwaukee Bucks (posição anterior: #1)

Médias: 30,0 pontos (+0 pontos), 13,5 rebotes (+0,6 rebote), 5,8 assistências (+0,2 assistência) e 1,1 roubo

Giannis continua a liderar o melhor time da NBA com sobras. Entre os jogadores na corrida, o grego é o que fica menos tempo em quadra, com apenas 30,9 minutos por jogos. Porém, mesmo com tão pouco tempo de quadra o jogador consegue manter médias de 30 pontos (segunda melhor marca da liga) e 13,5 rebotes (quinta melhor marca da liga). Apesar de perdido o jogo das estrelas, o seu prestígio está inabalado.

Nos jogos de janeiro e fevereiro o ala continua sublime, marcando double-doubles ou triple-double em todos os confrontos. Em fevereiro Antetokounmpo elevou ainda mais seu nível e está com médias de 29,5 pontos, 18,5 rebotes e 7,5 assistências. Nas casas de apostas ele ainda é a opção mais segura para o prêmio.

2 – LeBron James, Los Angeles Lakers (posição anterior: #2)

Médias: 25,0 pontos (+0,3 ponto), 7,8 rebotes (+0,1 rebote), 10,8 assistências (+0,1 assistência) e 1,3 roubo (+0,0 roubo)

LeBron James continua na cola de Giannis tanto na tabela com os Lakers quanto no prêmio de MVP. O último mês foi especialmente difícil para LeBron e para os Lakers, pois Kobe Bryant, um dos maiores ídolos da franquia e uma espécie de irmão mais velho para “The King James”, morreu de forma trágica e abalou o elenco.

No entanto, mesmo assim o camisa 23 continua mantendo seu alto nível de atuações e os Lakers estão reinando absolutos na primeira posição da acirrada Conferência Oeste. LeBron segue sendo o líder de assistências da liga e fez três triple-doubles no período. Além disso está com um dos melhores índices de plusminus de toda a liga, mostrando seu claro impacto ao time

(Foto: Reprodução Twitter / Los Angeles Lakers)

3 – Luka Doncic, Dallas Mavericks (posição anterior: #3)

Médias: 28,9 pontos (-0,1 ponto), 9,5 rebotes (0,0 rebote), 8,7 assistências (-0,2 assistência) e 1,0 roubo (-0,1 roubo)

O jovem esloveno das bochechas mais “lasanhudas” da liga voltou alegre para nossos corações, com seu talento e carisma dentro das quadras. O Dallas Mavericks passou por maus bocados sem o esloveno, lesionado, mas vêm se recuperando com o armador de volta à peleja.

Com médias perto de um triple-double, incluindo um jogo com 25 pontos, 15 rebotes e 17 assistências, o jogador ajudou os Mavericks a já superarem a campanha do ano passado. Nem mesmo a ausência constante de Kristaps Porzingis tem impedido o jogador de brilhar e recolocar a equipe na briga pelos playoffs. O ponto negativo é o aproveitamento dos lances livres, que foi à casa dos 60% no último mês.

4 – Damian Lillard, Portland Trail Blazers (posição anterior: #10)

Médias: 29,5 pontos (+0,7 pontos) , 7,9 assistências (+0,2 assistências)  e 1,0 roubo (0,0 rebote)

Damian Lillard é o único ponto positivo na decepcionante campanha do Portland Trail Blazers. O jogador elevou seu nível de jogo de uma forma que pouca vezes vimos na NBA e por isso subiu tanto na nossa lista de MVPs. Ele conseguiu manter absurdas média de mais de 40 pontos, 10 assistências com mais de 50% de aproveitamento nos arremessos de quadra e nas bolas de três pontos desde 21 de janeiro, ocasião em que fez um jogo de 61 pontos.

Apesar da absurda performance de Lillard, os Blazers ainda continuam em maus bocados e devem realmente ficar fora dos playoffs. Para piorar ainda mais a situação do time de Oregon, Dame ficará de fora dos jogos por aproximadamente duas semanas e por isso deve cair na próxima lista.

5 – Kawhi Leonard, Los Angeles Clippers (posição anterior: #4)

Médias: 27,2 pontos (-0,2 pontos), 7,5 rebotes (-0,1 rebote) e 1,8 roubos (-0,2 roubos)

Os Clippers e Kawhi Leonard continuam sendo completamente inconstantes em vários pontos desta temporada. O jogador é poupado em vários jogos. Alguns dias parece o gênio que conduzirá a franquia ao título, a prova disso é o conseguir médias de mais de 30 pontos em 11 jogos seguidos com vitória. Em outros, parece ver passivamente seu time perder três partidas seguidas e se distanciar de vez dos Lakers.

Na defesa, Leonard continua a aterrorizar os adversários. Além disso ele foi o MVP do jogo das estrelas e ganhou o primeiro troféu Kobe Bryant de melhor jogador do jogo das estrelas.

6 – Jimmy Butler, Miami Heat (posição anterior: #5)

Médias: 20,6 pontos (+0,3 pontos), 6,8 rebotes (-0,2 rebotes), 6,1 assistências (-0,2 assistência) e 1,8 roubo

Jimmy Butler segue fazendo uma das temporadas mais consistentes e completas de sua carreira. O jogador está atuando bem em todos os lados da quadra e fazendo realmente de tudo. Jimmy está com a melhor média da sua carreira em rebotes e assistências. O destaque de seu último mês foi a sua partida versão “Lei do Ex” contra o Philadelphia 76ers, na qual ele marcou 38 pontos e foi praticamente perfeito no ataque.

7 – James Harden, Houston Rockets (posição anterior: #6)

Médias: 35,2 pontos (-0,9 pontos), 6,5 rebotes (+ 0,3 rebote), 7,4 assistências (+ 0,1 assistência) e 1,7 roubo (+ 0,1 roubo)

Harden talvez esteja reparando que seu papel individual deve diminuir um pouco para que os Rockets façam sucesso. No último mês, o jogador foi bem mais solidário e deixou Russell Westbrook tomar a liderança de vários jogos e inclusive está defendendo bem melhor do que já defendeu em vários momentos da sua carreira.

Os Rockets decidiram jogar no hiper small ball e agora Harden tem mais funções em quadra. Ele ainda continua a ter jogos excepcionais com 40 pontos, porém já vimos vários apresentações como a contra o Los Angeles Lakers, em que o armador tentou apenas de 10 arremessos e marcou só 14 pontos. Apesar dos Rockets estarem na briga pelo mando de quadra, Harden parece ter menos relevância do que já teve em outros tempos (porém ainda é o principal jogador do time e cestinha da liga com sobras).

8 – Anthony Davis, Los Angeles Lakers (posição anterior: #8)

Médias: 26,6 pontos (+0,1 ponto), 9,2 rebotes (+0,1 rebote) e 2,4 tocos (-0,1 toco)

O “Monocelha” continua a liderar o Los Angeles Lakers em pontos e rebotes, porém isso ainda não é o suficiente para colocá-lo em um lugar mais alto no ranking da briga pelo prêmio de MVP. Querendo ou não, segue ofuscado pelo protagonismo de LeBron James.

AD foi destaque dos Lakers nas vitórias pós morte de Kobe e foi decisivo para o “Team LeBron” acertando os lances livres que selaram a vitória, além de marcar 20 minutos no All-Star Game.

9 – Jayson Tatum, Boston Celtics (posição anterior: não ranqueado)

Médias: 22,4 pontos, 6,9 rebotes e 1,4 roubo

O jovem jogador do Boston Celtics foi selecionado para o All-Star Game pela primeira vez na carreira e fez por merecer a citação. Jayson Tatum está jogando o fino da bola em fevereiro com média de 28,3 pontos, acertando 48% dos seus arremessos de quadra e 47% nos arremessos de três pontos. O seu Boston Celtics venceu 9 dos últimos 10 jogos, incluindo uma vitória contra o Los Angeles Clippers na qual o jogador foi decisivo com suas cestas.

10 – Nikola Jokic, Denver Nuggets (posição anterior: #8)

Médias: 20,6 pontos  (0,9 ponto), 10,2 rebotes (+0,1 rebotes)  e 6,9 assistências (+0,4 assistência)

O sérvio Nikola Jokic finalmente pegou no tranco – como o trem descarrilhado correndo a 5 por hora que ele é. O seu Denver Nuggets se estabeleceu como segundo colocado no Oeste e aparenta ser o time mais preparado para tomar a primeira posição do Los Angeles Lakers.

Jokic é o principal responsável pelo grande crescimento do seu time. No mês de fevereiro ele está com médias 27 pontos, 12 rebotes e 9,5 assistências, incluindo dois triple-doubles. Em uma das melhores histórias da temporada, ele foi o principal jogador na vitória contra o Utah Jazz, na qual Denver tinha apenas sete jogadores disponíveis para a partida.

Menções honrosas (nomes que podem integrar o próximo ranking)

Donovan Mitchell – Utah Jazz
Chris Paul – Oklahoma City Thunder
Pascal Siakam – Toronto Raptors
Domantas Sabonis – Indiana Pacers
Kyle Lowry – Toronto Raptors
Rudy Gobert – Utah Jazz

RANKINGS ANTERIORES: Mês 1 | Mês 2 | Mês 3

Oddsshark