The Playoffs

23/02/2017 - 22h42

Os 10 melhores prospectos do NFL Draft de 2017

The Playoffs lista os jogadores com maior potencial a figurarem na liga profissional este ano

Os 10 melhores prospectos para o NFL Draft de 2017

Com o fim da temporada da NFL, os amantes da bola oval voltam suas atenções ao grande evento da offseason, o NFL Draft.  O recrutamento das estrelas do College Football será sediado na cidade da Philadelphia entre os dias 27 a 29 de abril de 2017.

Nesta semana vivemos muita expectativa em torno do NFL Combine, evento que mostrará as habilidades dos jogadores que estarão elegíveis para o próximo draft. É o último estágio em que os atletas poderão mostrar seu potencial para todos os scouts das franquias profissionais e angariarem suas possibilidades de seleção no dia do recrutamento.

Listaremos aqui os 10 melhores prospectos do College Football, isto implica dizer que o foco não é relacionar os jogadores às franquias, ou em qual rodada/posição serão draftados. É importante deixar claro que não temos a pretensão de fazer simulações e sim listar os 10 jogadores mais prontos a nível de alto rendimento na NFL.

1. Myles Garrett, Defensive End, Texas A&M

Garrett é um dos defensores mais físicos de toda classe universitária. O jogador consegue aliar força e velocidade como poucos atletas de sua posição. Analistas o comparam a Jadeveon Clowney, que anos atrás foi a primeira escolha geral do draft da NFL. Na última temporada, em cada 6 tentativas de passes contra sua defesa, Garrett encostou ou derrubou o quarterback adversário pelo menos uma vez.

O defensor dos Aggies registrou 8,5 sacks, 15 tackles para perdas de jardas e ainda forçou 2 fumbles em sua temporada de despedida do College Football. Qualquer time que deseje ter um playmaker na defesa, Garrett é a aposta certa.

2. Jonathan Allen, Defensive Tackle, Alabama

Se Garrett é uma verdadeira máquina pelas extremidades da linha defensiva, Allen é no interior dela. Explosão e força combinadas levaram o atleta de Crimson Tide a obter 8 sacks, 16 tackles para perdas de jardas, além de pressionar o quarterback adversário por 45 vezes em 332 tentativas de passes pelo oponente. Allen venceu o prêmio concedido ao melhor jogador de defesa do ano, jogando na melhor defesa de todo College Football do ano passado. O defensor se mostrou muito eficiente também em parar o jogo terrestre, registrando 28 tackles em corredores adversários.

3. Malik Hooker, Safety, Ohio State

Hooker despontou neste último ano como um dos melhores safeties de sua classe. O produto de Ohio State contabilizou 74 tackles, sendo 5 desses para perdas de jardas e obteve 7 interceptações. O ótimo instinto de leitura de jogadas coloca Hooker como uma das principais promessas de sua posição. O atleta evidenciou seu poder de construir turnovers favoráveis à sua equipe, graças à sua extrema qualidade em agarrar passes em sua direção.

4. Mike Williams, Wide Receiver, Clemson

Seguindo a tradição de produzir recebedores explosivos como DeAndre Hopkins e Sammy Watkins, Mike Williams espera levar o nome de Clemson entre os destaques do draft da NFL mais uma vez. Williams se mostrou um alvo extremamente confiável para Deshaun Watson nos últimos anos. O recebedor tem grande habilidade em usar seu corpo contra os defensive backs adversários e raramente comete um drop em passes longos.

O produto de Clemson também é capaz de receber passes em rotas curtas, quebrar tackles e transformar jogadas seguras em big plays. Mike Williams coroou sua passagem pelo futebol americano universitário conquistando o título nacional em cima da favorita e até então invicta Alabama.

5. Jamal Adams, Safety, LSU

Essa é sem dúvidas uma das melhores classes de safeties desde muito tempo. Jamal Adams representa bem este fato, o produto de LSU mostrou ser eficiente tanto na retaguarda de sua secundária como fazendo jogadas importantes próximo a linha de scrimmage. Adams registrou 76 tackles, 7 desses para perdas de jardas e uma interceptação. O jogador parece ser especializado em diagnosticar screen plays e tem uma leitura pré-snaps acima da média.

6. Dalvin Cook, Running Back, Florida State

Cook deixou seu nome na história de Florida State e é um dos melhores running backs disponíveis para o próximo draft. O atleta reúne qualidades obrigatórias para um jogador de sua posição ter sucesso na liga profissional. Paciente no backfield e explosivo em suas corridas, Cook quebrou todos os recordes da universidade em jardas terrestres.

É sem dúvidas um dos melhores corredores que os Seminoles já produziram e obteve as duas melhores performances da história de Florida State nas duas últimas temporadas. Como sophomore, Cook correu para 1.691 jardas e anotou 19 touchdowns com média de 7,9 jardas por avanço. No ano seguinte, o corredor de FSU registrou 1.765 jardas terrestres e anotou os mesmos 19 TDs.

7. Solomon Thomas, Defensive End, Stanford

Thomas tem impressionado o mundo do futebol americano universitário desde sua primeira temporada. Em seu ano de estreia, o defensor acumulou 8 sacks e 12 tackles atrás da linha de scrimmage, se tornando o principal elemento da defesa do Cardinal. Thomas teve algumas performances notáveis defendendo Stanford durante sua passagem. O pass rusher registrou 12 tackles em uma única partida contra Notre Dame e retornou um fumble para touchdown em uma corrida de 42 jardas contra UCLA, só para citar alguns exemplos.

Em seu último jogo pela universidade, Thomas foi eleito o MVP do Sun Bowl em jogo vencido por Stanford contra North Carolina. Em um draft recheado de ótimos defensive ends, Thomas aparece como um dos mais bem preparados para assumir papel fundamental em qualquer defesa da liga. Velocidade, força, maturidade e inteligência fazem dele um dos melhores pass rushers disponíveis no próximo draft.

8. Marshon Lattimore, Cornerback, Ohio State

Lattimore teve muitos problemas de lesão no início de sua carreira universitária, ficando fora do time titular em seus dois primeiros anos em Ohio State. Em 2016 o cornerback finalmente correspondeu às expectativas criadas desde sua chegada do high school. Liderou o time em passes desviados com 13 no total e foi o líder de interceptações, provocando 4 turnovers a favor dos Buckeyes. O produto de Ohio State é extremamente físico e veloz, criando dificuldades a qualquer wide receiver que esteja em seu caminho.

A posição é historicamente uma das mais selecionadas no draft da NFL, e Lattimore sem dúvidas, é uma das melhores opções disponíveis este ano. O atleta ainda tinha a possibilidade de jogar mais dois anos pela universidade, no entanto, dado seu incrível potencial e maturidade já apresentada, o defensive back dos Buckeyes não hesitou em se declarar elegível para o próximo draft.

9. Leonard Fournette, Running Back, LSU

Fournette chegou aos palcos da NCAA já como uma verdadeira estrela. O running back foi recrutado por LSU após ter impressionado em suas exibições no high school. As expectativas foram correspondidas ao longo de seus três anos defendendo os Tigers. O produto da Louisiana ultrapassou a marca das mil jardas logo em sua temporada de estréia, com média de 137 jardas por partida. Em seu segundo ano de carreira universitária, Fournette quase bateu as 2.000 jardas terrestres e anotou 22 touchdowns.

Infelizmente ele não conseguiu manter o ritmo alucinante no ano seguinte, perdendo quase metade da temporada por conta de lesão no tornozelo. Ainda assim, o talentoso jogador é um dos grandes nomes de sua posição no próximo draft e parece pronto para brilhar na liga profissional.

10. Reuben Foster, Linebacker, Alabama

Foster foi um dos líderes da melhor defesa do futebol americano universitário no último ano. O atleta de Crimson Tide possui todas as qualidades que grandes linebackers da NFL exigem. Velocidade, agressividade e ótima leitura do ataque adversário fazem de Foster o grande nome do próximo draft entre todos os linebackers disponíveis.

Vencedor do Butkus Award, prêmio concedido ao melhor linebacker universitário, Foster liderou a defesa de Alabama com 115 tackles, 13 desses para perdas de jardas, incluindo 5 sacks em sua despedida do College Football.

Foto: Twitter / NFL