16/05/2018 - 01h14

Tampa Bay Lightning bate Washington Capitals em jogo 3 das finais de conferência

Jon Cooper muda estratégia, altera linhas e Lightning supera Capitals; Power play de Tampa Bay continua quente

Com muita chuva na capital norte-americana nesta terça-feira (15), os torcedores do Washington Capitals foram até a Capital One Arena (coberta, felizmente), para ver uma vitória que colocaria o seu time a um passo da grande final, mas não contavam com um Tampa Bay Lightning tão diferente, que venceu o jogo por 4 a 2.

A forte chuva pode ter esfriado as ambições da equipe da casa dentro do gelo, mas a mudança tática de Jon Cooper, treinador Lightning, congelou a estratégia de Barry Trotz, dos Caps, no esquema 1-1-3 – que funcionara perfeitamente nos jogos no sudeste do país -, potencializando o talento das suas principais peças no 5 contra 5. Uma mudança que trouxe uma nova energia para a equipe, exatamente o que o time precisava.

A vitória leva para o próximo confronto não só o equilíbrio na série, mas também uma impressão de que o Lightning aprendeu e corrigiu os erros dos primeiros jogos, além de mostrarem que o repertório deste elenco é enorme. Se o Washington Capitals quiser vencer esta disputa, terá que encontrar outras formas eficientes para suportar o talento dos jogadores comandados por Cooper.

O power play do time da Flórida continua quente, com dois gols marcados em cinco oportunidades cedidas pelo time da casa. Steven Stamkos e Nikita Kucherov foram os responsáveis por colocar o disco no fundo da rede de Braden Holtby.

O JOGO

A partida começou com os anfitriões buscando uma forma de dominar as primeiras ações, até que os visitantes pudessem então, implementar a nova estratégia. Andrei Vasilevskiy fez defesas importantes para manter o time na disputa, evitando sofrer o gol antes do adversário, fato que comprometeu todo o planejamento dos Bolts nos jogos anteriores.

Após defender uma penalidade boba de Anton Stralman na borda do gelo, o Lightning teve a sua oportunidade de PP quando Holtby cometeu um tripping desnecessário sobre Yanni Gourde. Os visitantes não tiveram muita dificuldade para encontrar Stamkos livre para acertar um torpedo no ângulo do glove side de Holtby.

No início do segundo período a história se repetiu com outro gol de PP. Desta vez, Kucherov foi o responsável por ampliar o marcador. O ginásio estava atônito, e se podia ouvir os jogadores conversando dentro do gelo.

Kucherov cresceu neste momento do jogo. Para os rivais, este não é um bom indicativo. Apenas dois minutos mais tarde, ele promoveu um lindo drible antes de se posicionar na zona ofensiva. Aproveitando um turnover defensivo dos Caps, o russo encontrou Victor Hedman invadindo o corredor central, e apenas ofereceu o disco para Hedman colocar o puck dentro da casinha.

Aos 10:31, Brett Connolly acordou a torcida com um belo gol, mas não foi o suficiente para trazer os Capitals para o jogo novamente. Antes mesmo da buzina avisar sobre o final desta etapa, Brayden Point fez o 4º dos visitantes. Holtby não pôde fazer nada com o tiro à queima-roupa.

Com a boa superioridade no scoreboard, o time de Tampa Bay não precisou mais frequentar o campo de ataque e passou a gastar o tempo no terceiro período. Evgeny Kuznetsov até marcou outro para o time da capital norte-americana, mas já era tarde.

O jogo de xadrez entre os treinadores continuará na casa dos Capitals, na próxima quinta-feira (17). Barry Trotz vai precisar encontrar outros caminhos para desfazer esta nova estratégia de Cooper, se quiser voltar para a Flórida em vantagem.

A SÉRIE: Tampa Bay Lightning 1-2 Washington Capitals

JOGO 1: Capitals 4 @ 2 Lightning
JOGO 2: Capitals 6 @ 2 Lightning
JOGO 3: Lightning 4 @ 2 Capitals
JOGO 4: 17/5, 20h – em Washington
JOGO 5: 19/5, 19h15 – em Tampa Bay
JOGO 6: *21/5, 20h – em Washington
JOGO 7: *23/5, 20h – em Tampa Bay

*Se necessário

(Foto: Divulgação Twitter/TampaBayLightning)

Oddsshark