10/02/2019 - 23h51

Bruins derrotam Avalanche e quebram tabu de 12 jogos no TD Garden

Brad Marchand marca no overtime e garante quebra de tabu de 12 jogos sem vitória contra Colorado em Boston

Em jogo entre duas das melhores primeiras linhas da NHL, o Boston Bruins venceu o Colorado Avalanche por 2 a 1 neste domingo (10), com um gol de Brad Marchand no overtime, completando a virada para o time da casa. De quebra, o gol encerrou uma sequência indigesta para os Bruins. Nas últimas 11 partidas contra os Avs no TD Garden, o retrospecto era de 0-10-1. Pelo lado dos visitantes, a derrota representa a sétima seguida e o time despenca na tabela.

O jogo começou com mais intensidade por parte dos Avs que conseguiram impor um ritmo mais envolvente, e com isso, criaram mais oportunidades para disparar contra Jaroslav Halak. Foram 12 tiros e um deles, o goleiro dos Bruins não conseguiu evitar o gol.

Sempre ele, Nathan MacKinnon (29 gols na temporada) fez um belo spin perto do círculo azul e elevou o puck para vencer Halak. Curioso deste lance é que os Avs tinham 4 atacantes no gelo. Gabriel Landeskog, JT Compher, Mikko Rantanen e o autor do gol, MacKinnon. No duelo entre as primeiras linhas, o capitão dos visitantes deixou sua marca antecipadamente.

O empate veio no segundo período depois de um belo disparo de John Moore (3). O defensor dos Bruins foi muito feliz ao colocar Matt Calvert como uma cortina, impedindo que Semyon Varlamov pudesse enxergar o disco e fazer a defesa. Ali começava o calvário de Calvert no jogo.

Ainda no segundo período, Landeskog teve boa oportunidade de colocar os Avs na frente outra vez, mas Halak foi muito bem no lance impedindo o gol.

Poucos momentos antes da buzina indicar o encerramento do tempo intermediário, uma lance curioso chamou a atenção. John Moore despachou o disco para frente afim de gastar os segundos restantes sem correr riscos. O puck bateu no vidro lateral e mudou o percurso enganando Varlamov, antes de morrer no fundo do gol. A torcida foi ao delírio com o gol improvável, mas a arbitragem anulou corretamente a jogada. Seria o segundo gol de Moore na partida.

Os times voltaram para o gelo no terceiro tempo dispostos a vencer o jogo. A disputa foi bem acirrada e tanto Bruins quanto Avs, tiveram boas chances de marcar. O time de Denver teve Rantanen em posição para marcar depois de jogada individual de MacKinnon. Ele carregou, driblou a marcação e bateu. O rebote de Halak sobrou para Rantanen que tentou um backhand. O disco passou raspando a trave e saiu.

Os donos da casa tiveram a grande chance em um dos 5 power plays que os visitantes lhes ofereceram. Também nos últimos lances do tempo normal da partida, Peter Cehlarik estava de frente para Varlamov, mas não conseguiu encontrar um espaço para desviar o disco.

Com o jogo no overtime, Matt Calvert voltou a ser protagonista. Primeiro ele teve uma ótima visão de jogo e realizou um wrap around que forçou Halak fazer uma defesa fundamental. Na repetição da jogada é possível perceber que ele perdeu ligeiramente o controle do disco e, por conta deste detalhe, a execução foi comprometida.

Mais tarde, a infelicidade. Brad Marchand (21) trocou de posição com Patrice Bergeron e bateu para o gol. O disco desviou no patins de Calvert e tirou completamente Varlamov da jogada, antes de parar dentro da casinha com apenas 57 segundos restantes no cronômetro.

A sétima vitória consecutiva, levou o Boston Bruins (30-17-8) aos 70 pontos. Já, o Colorado Avalanche (22-22-11) faz o caminho inverso e perdeu o sétimo jogo seguido – os últimos três no overtime -, e soma agora 55 pontos, caindo para o sexto lugar na Divisão Central.

(Foto: Divulgação Twitter/BostonBruins)

ACOMPANHE OS MELHORES MOMENTOS:

Oddsshark