09/02/2019 - 14h43

Artemi Panarin não deve renovar com o Columbus Blue Jackets

"Eu quero testar o mercado!" - Artemi Panarin do Columbus Blue Jackets

Nesta sexta-feira (8), o jogador russo Artemi Panarin – que defende hoje o Columbus Blue Jackets -, disse que pretende testar o mercado como agente livre na próxima janela de transferências da NHL: “Eu quero testar o mercado!”. Mas, negou ter conversado com qualquer outro time antes de tomar esta decisão: “É sério, eu não tenho um time específico que eu gostaria de jogar… Eu gostaria de considerar a possibilidade de ficar aqui ajudar o time a vencer a Stanley Cup”. O jogador também deixou claro que o seu futuro até o dia 25 de fevereiro, data limite para trocas de atletas nesta temporada, é uma decisão que cabe ao gerente geral da franquia de Columbus, Jarmo Kekalainen. Esta foi a primeira aparição pública de Panarin após ter avisado o staff deste seu desejo no último dia 25 de janeiro.

Por sua vez, o GM dos Blue Jackets afirmou ele deve enfrentar um momento de difíceis decisões uma vez que outro jogador muito importante do time, o goleiro Sergei Bobrovsky, também tem seu contrato nos últimos meses e portanto, as negociações serão complicadas para manter ambos com novos contratos. Para piorar ainda mais situação de Kekalainen, Panarin decidiu trocar Dan Milstein por Paul Theophanus, mesmo agente de Bobrovsky. Com isso, Kekalainen terá que negociar dois de seus jogadores com o mesmo agente.

Os Blue Jackets (30-20-3), estão na terceira posição da Divisão Metropolitana com 63 pontos, empatados com o Pittsburgh Penguins. Columbus que nunca venceu uma série de playoffs, segue dois pontos atrás do atual campeão da NHL, o Washington Capitals, e cinco atrás do líder New York Islanders. Nesta temporada, ele é o líder da equipe em pontos com 60 (20 gols e 40 assistências) em 51 jogos.

Artemi Panarin chegou ao Columbus Blue Jackets em uma troca com o Chicago Blackhawks envolvendo escolhas de Draft, o goleiro Anton Forsberg e Brandon Saad em 23 de junho de 2017. Ao todo em sua carreira, Panarin jogou 294 jogos e somou 293 pontos (108 gols e 185 assistências).

“Eu vou jogar duro. Eu continuo sentindo o mesmo prazer em jogar, e não tenho problemas com meus companheiros pois eles entendem a minha situação e me apoiam”, disse o atleta ao jornal Dispatch. O GM Kekalainen já disse que tem interesse em tentar recontratar o jogador no dia 1 de julho deste ano, quando o russo voltar a ficar disponível para negociações.

Por fim, o russo completou: “Eu estou pronto para qualquer coisa. Se ele (Kekalainen) decidir me trocar, ok. Estarei pronto!”.

(Foto: Divulgação Site/NHL)

Oddsshark