20/01/2019 - 22h47

Sean Payton diz que NFL já admitiu erro por não marcação de falta para os Saints

Técnico dos Saints teria recebido uma ligação de representantes da liga confirmando erro da arbitragem

NEW ORLEANS, LOUISIANA - JANUARY 20: Tommylee Lewis #11 of the New Orleans Saints drops a pass broken up by Nickell Robey-Coleman #23 of the Los Angeles Rams during the fourth quarter in the NFC Championship game at the Mercedes-Benz Superdome on January 20, 2019 in New Orleans, LouisianaA derrota para o Los Angeles Rams no overtime, neste domingo (20), na final da NFC, deixará novas feridas na torcida e no elenco do New Orleans Saints. Entre elas, uma relacionada à arbitragem, que deixou passar uma penalidade da defesa californiana no final da partida e acabou sendo considerada culpada pelo resultado.

O head coach dos Saints, Sean Payton, registrou sua indignação em entrevista coletiva após a partida. E sua reclamação veio ainda com uma informação adicional: representantes da NFL entraram em contato com ele para admitir o erro dos juízes. “Acabei de sair de uma ligação com o escritório da liga. Eles erraram a chamada”, começou o treinador. “Eu não sei se já houve uma interferência no passe mais óbvia que essa”.

O lance em questão aconteceu já nos dois minutos finais da partida. Com o placar em 20 a 20, numa 3ª para 10 na red zone, Drew Brees tentou conectar o wide receiver Tommylee Lewis, que foi fortemente atingido por pelo cornerback Nickell Robey-Coleman antes de a bola chegar, o que configuraria a falta de pass interference – e primeira descida automática. Até mesmo uma falta pessoal de capacete com capacete poderia ser marcada. Mas a arbitragem guardou os panos amarelos.

Com isso, os Saints tiveram que chutar o field goal, com tempo o bastante para que os Rams, na campanha seguinte, chegassem também em posição de chute para forçar o overtime.

O próprio Payton disse na entrevista que Al Riveron, vice-presidente sênior da NFL, confirmou na conversa telefônica que os árbitros de campo deixaram de ver as duas faltas. “Nós estragamos tudo”, teria dito Riveron segundo o técnico dos Saints.

A indignação do técnico começou logo após o momento da marcação da arbitragem. Uma imagem captada pela TV americana mostra Payton dizendo para um árbitro que aquela chamada poderia custar uma vaga no Super Bowl.

Em entrevista ainda em campo, para o Fox Sports americano, Sean Payton pediu mudanças nas regras de revisão de arbitragem, ampliando a validade disso para jogadas de falta. “Olha, é um duro jeito de perder um jogo, especialmente quando você está em posição de vencer. Mais uma razão pela qual precisamos de mais replays. Perdemos a chance de ir para o Super Bowl com uma chamada dessas, isso é decepcionante. Mas crédito para os Rams, eles fizeram um bom trabalho e fizeram jogadas no fim quando precisavam disso”.

Fato é que o Los Angeles Rams venceu o jogo e está garantido no Super Bowl LIII. A decisão acontece no dia 3 de fevereiro, em Atlanta.

(Foto: Kevin C. Cox/Getty Images)

Oddsshark