06/11/2017 - 17h43

Futebol americano ou luta livre? Veja as confusões da Semana 9 da NFL

Green x Ramsey, Hyde x Rucker e Evans x Lattimore protagonizaram cenas lamentáveis em seus jogos

JACKSONVILLE, FL - NOVEMBER 05: A.J. Green #18 of the Cincinnati Bengals and Jalen Ramsey #20 of the Jacksonville Jaguars discuss a play in the first half of their game at EverBank Field on November 5, 2017 in Jacksonville, Florida.O futebol americano é um esporte com muito contato e provocação, mas que na maioria das vezes não se vê confusões generalizadas. Entretanto, para quem assistiu aos jogos do último domingo (05) pela Semana 9 da temporada regular da NFL, a afirmação anterior pode até soar falsa. Três partidas tiveram as famosas cenas lamentáveis: Cincinnati Bengals @ Jacksonville Jaguars, Tampa Bay Buccaneers @ New Orleans Saints e Arizona Cardinals @ San Francisco 49ers.

Se Michael Jackson estivesse vivo, ele provavelmente diria “beat it!” para A.J. Green, Jalen Ramsey, Carlos Hyde, Frostee Rucker, Mike Evans e Marshon Lattimore. Menção honrosa a Haason Reddick, linebacker dos Cardinals, que não brigou diretamente, mas também foi expulso. E uma menção desonrosa à arbitragem do jogo entre Bucs e Saints, que não ejetou ninguém pela briga.

Round 1: A.J. Green x Jalen Ramsey – Faltavam apenas 18 segundos para acabar o primeiro tempo do jogo. Aparentemente tempo suficiente para um estrangulamento do wide receiver dos Bengals para cima do cornerback dos Jaguars. Green foi empurrado por Ramsey após o termino da jogada e reagiu com um mata-leão e alguns socos dignos de invejar lutadores do UFC.

A estrela da franquia de Cincinnati nunca teve histórico de violência na liga e é conhecido por ser um jogador quieto, que não gosta nem de dar entrevistas. Os dois jogadores foram expulsos da partida, que terminou com a vitória dos Jags.

Round 2: Mike Evans x Marshon Lattimore – Durante o terceiro quarto do confronto entre Buccaneers e Saints, Jameis Winston, que havia saído da partida com uma lesão no ombro, parecia apontar para algo dentro de campo. Enquanto ele apontava seu dedo, “acidentalmente” encostou em Lattimore, que devolveu a gentileza com um empurrão. Por trás, Evans vingou seu quarterback jogando o cornerback da franquia de New Orelans no chão.

De todas as brigas, essa parece ter o lance mais violento. É de se imaginar que os árbitros da partida tenham ejetado todos os envolvidos. Correto? Aparentemente não. A única falta no lance foi uma conduta antidesportiva do wide receiver do Buccaneers, que custou 15 jardas para o seu time.

Round 3: Carlos Hyde x Frostee Rucker – Final de partida entre Cardinals e 49ers e então C.J. Beathard decide correr. Ao ver que não teria muito para onde ir, decidiu fazer o slide, momento que o QB dá uma espécie de carrinho, abrindo mão de um avanço maior para evitar o tackle. Mesmo assim foi atingido no chão por Antoine Bethea, o que instaurou mais uma cena lamentável.

Jogadores de ataque correram para cima do defensor dos Cardinals que tinha causado o late hit, mas dois atletas em especial trocaram carinhos com uma maior intensidade: Hyde e Rucker. Após alguns empurrões, o linha ofensiva da franquia de Arizona jogou o running back de San Francisco no chão, que levantou com tudo para encarar seu oponente mais uma vez.

Hyde, Rucker e Haason Reddick, que também estava no meio da confusão, foram expulsos e deixaram a partida.

Durante esta semana, a NFL deve se pronunciar sobre os casos deste domingo e pode até suspender os jogadores envolvidos nestas três brigas.

(Foto: Logan Bowles/Getty Images)

Rivalo Apostas Esportivas