12/02/2018 - 23h12

Escolha de primeira rodada dos Browns, Johnny Manziel diz estar sofrendo de bipolaridade

Melhor jogador do college football em 2012 enfrenta problemas psicológicos, mas ainda fala em voltar a jogar

Johnny Manziel está livre para assinar com qualquer timeMesmo com todos os seus problemas fora de campo, não dá para negar o talento do quarterback Johnny Manziel. O problemático jogador ainda tem holofotes na NFL, e parece estar começando a lidar com isso, mas de um jeito duro, passando por dificuldades psicológicas, como o próprio disse em entrevista ao programa Good Morning America.

Na entrevista, Manziel disse estar sofrendo de bipolaridade desde o ano passado e está se tratando com medicamentos. Ainda falou que resolveu seus problemas de alcoolismo, explicando que usava a bebida como “medicação” enquanto lutava contra a depressão.

“No fim das contas, eu não posso negar que meus problemas são diferentes dos seus. Não posso melhorar meu comportamento ou o jeito que fui criado, mas eu sei que se eu continuar tomando meus medicamentos e fazendo as coisas certas, eu sei que todos verão uma mudança.” Disse Johnny.

Manziel foi o vencedor do troféu Heisman de 2012, que é dado para o melhor jogador do College Football, e foi draftado na primeira rodada do draft de 2014 pelo Cleveland Browns, sendo um dos muitos quarterbacks que a equipe de Ohio deu sua confiança, mas seu extracampo sempre o afetou, e, por isso, não deu certo jogando na NFL. Mesmo assim, ele acredita que ainda tem chances de voltar a ser profissional, e quer trabalhar para voltar quando estiver pronto.

“Eu fico vendo os outros caras fazendo o que eu queria estar fazendo enquanto eu estou sentado no sofá sendo um perdedor.” Falou Manziel.

Mesmo estando doente, Manziel diz saber que não há ninguém para culpar pela sua situação além dele mesmo.

“Você é deixado olhando para o teto sozinho, e é nessa depressão que você sente estar sentado num buraco negro que é estar em uma sala sozinho pensando nos erros que você cometeu na vida. Onde isso me levou? Onde isso me levou além de ir para fora da NFL? Onde isso me levou?” Desabafou o quarterback.

Mesmo com alguns times enfrentando crises de quarterback ultimamente, o nome de Manziel nem foi ventilado em qualquer uma dessas equipes. Podemos lembrar de outros jogadores que passaram por coisas parecidas e tiveram uma segunda chance, como o wide receiver Josh Gordon, também dos Browns, que teve que fazer reabilitação para se livrar do seu problema com drogas e finalmente ser liberado para voltar para a Liga.

Manziel ainda acredita em seu potencial, e diz ser paciente com a sua volta.

“Eu não sei qual tipo de volta será, mas eu sei que quero voltar a um campo de futebol americano e fazer o que sempre me deu alegria na vida, e que sou feliz de ter como trabalho” Completou o jogador.

Em duas temporadas, Manziel jogou apenas 14 jogos como profissional, somando sete touchdowns e sete interceptações, com uma porcentagem de passes completos de 57% e um rating de 74.4.

(Foto: Divulgação Cleveland Browns)

Oddsshark