13/03/2019 - 00h17

Buffalo Bills acerta contrato com os wide receivers John Brown e Cole Beasley

Franquia de Buffalo firma acordo com recebedores para o quarterback Josh Allen na temporada 2019 da NFL

Os Bills tentaram contratar o wide receiver Antonio Brown durante a offseason, mas serão outros dois nomes que receberão os passes de Josh Allen na temporada 2019 da NFL. Nesta terça-feira (12) a franquia de Buffalo endereçou sua necessidade por recebedores em John Brown, ex-Baltimore Ravens, e Cole Beasley, ex-Dallas Cowboys, ambos free agents.

Brown receberá um contrato de US$ 27 milhões e por três anos com o Bills, segundo o jornalista o Ian Rapoport, da NFL Network, e Adam Caplan, da ESPN norte-americano. Já Beasley deve assinar por US$ 29 milhões por quatro anos, de acordo comas fontes de Mike Garafolo, da NFL Network.

A primeira temporada de John Brown como titular em tempo integral não saiu como planejado em Baltimore, já que ele conseguiu apenas 42 recepções, 715 jardas aéreas e cinco touchdowns, mesmo com suas 17 jardas de média por passe recebido sendo a maior da carreira. O jogador assinou com os Ravens em 2018 após de quatro temporadas com os Cardinals, onde teve os melhores números na carreira em 2015, quando pegou 65 passes para 1.003 jardas e sete touchdowns.

Cole Beasley está saindo de Dallas em uma de suas melhores temporadas com a franquia. Foram 65 passes recepcionados para 672 jardas e três TDs sem ser titular absoluto. O slot receiver tem um total 319 recepções em sete temporadas com os Cowboys. Garafolo acrescentou que Beasley irá receber do Buffalo Bills US$ 17 milhões nos dois primeiros anos de seu contrato, com US$ 14,4 milhões garantidos.

A dupla devem melhorar um unidade que está em baixa em Buffalo. O wide receiver Zay Jones liderou todos os recebedores dos Bills em 2018 com 56 recepções para 652 jardas. Ele foi o único a conquistar pelo menos 30 catches na temporada de estreia de Allen como signal caller na NFL.

Agora se espera uma melhora no jogo aéreo do Buffalo Bills com Allen comandando a equipe com mais experiência em seu segundo ano, e por ter um grupo melhor de wide receivers para receber seus passes.

(Foto: Reprodução Twitter/NFL Network)

Oddsshark