12/03/2019 - 18h51

Russell Westbrook ameaça torcedor do Utah Jazz após sofrer provocações

Torcedor é banido pelo Jazz; enquanto Westbrook recebe multa da NBA

Russell Westbrook comanda virada do Thunder sobre o JazzOs últimos jogos entre Oklahoma City Thunder e Utah Jazz na NBA foram carregados de rivalidade, tanto dentro como fora de quadra, no entanto, na noite desta segunda-feira (11) as coisas saíram do controle. O astro do Thunder, Russell Westbrook, afirma ter sido alvo de ofensas racistas disparadas por um torcedor do Jazz durante o segundo quarto de partida, o que acabou gerando uma resposta atípica por parte do jogador.

“Eu vou f… você, eu prometo. Eu juro por Deus que vou f… você e sua esposa”, declarou o craque completamente transtornado (vídeo abaixo). Questionado pelos repórteres após a partida, Westbrook relatou o que o torcedor gritou para ele da arquibancada. “O jovem e sua esposa me disseram para eu ‘ficar de joelhos como eu costumava fazer’. Para mim isso é totalmente desrespeitoso, para mim isso é racial e acho inadequado”.

Entrevistado pelos repórteres da ESPN americana que cobriam o duelo, o homem acusado de racismo apresentou sua versão do caso e se defendeu. “Ele enlouqueceu. Não disse nada disso pra ele. Está tudo bem, nos divertimos com o cara, mas nenhum homem deve ameaçar uma mulher e ponto final”, declarou Shane Kiesel. O torcedor de 45 anos assistia ao jogo com sua esposa e afirmou que nenhum dos dois ofendeu o camisa 0 do Thunder.

“Ele (Westbrook) pegou uma bolsa de água quente, eu achei que era gelo e eu disse ‘senta um pouco e bota gelo nos seus joelhos, irmão’. Depois ele virou pra mim e disse ‘isso é quente’. Então eu falei ‘bem, você vai precisar disso’ e depois as coisas ficaram inapropriadas. Eu não falei um palavrão pra ele, todos ao redor vão dizer isso”, concluiu Kiesel.

Segundo o repórter Eric Woodyard, da Deseret News, cinco torcedores receberam “cartões de advertência” por conta de comportamentos e gestos direcionados aos jogadores de quadra, violando o código de conduta da NBA. Todavia, ainda puderam retornar aos seus lugares. O resultado da partida foi favorável ao Oklahoma City Thunder, que venceu por 98 a 89 e viu seu armador principal ser o destaque do jogo com 23 pontos anotados. Finalizando suas declarações nos vestiários, Westbrook foi enfático sobre todo o caso e deixou sua posição bem clara quanto ao desrespeito de torcedores.

“Nunca briguei com um torcedor, estou na liga há 11 anos e com a ficha limpa. Sou humilde, aceito toda a crítica de todo mundo, tenho feito a mesma coisa há anos, mas desrespeito não será aceito por mim. Esse é apenas um vídeo, mas durante todo o jogo, sempre tem coisas desrespeitosas sendo ditas e eu não vou continuar a aceitar desrespeito com a minha família”.

A relação entre o jogador e os torcedores do Jazz não é das melhores, prova disso é o clima tenso durante a série de playoffs do ano passado, quando o Thunder foi eliminado pelo time de Salt Lake City em seis jogos. Na ocasião, Westbrook foi constantemente vaiado pela torcida e parece não ter esquecido o episódio.

“Não vou deixar que minha família seja desrespeitada”, disse na época. “Aqui em Utah muitas coisas desrespeitosas e vulgares são ditas aos jogadores. É verdadeiramente desrespeitoso. Os fãs falam sobre suas famílias, seus filhos. É um desrespeito ao jogo e acho que é algo que precisa ser resolvido”.

As duas equipes entrarão em quadra novamente na próxima quarta-feira (13). O Utah Jazz encara o Phoenix Suns fora de casa, enquanto o Oklahoma City Thunder enfrenta o Brooklyn Nets em casa.

Punições

O caso rapidamente ganhou proporções e gerou punições para os envolvidos, anunciadas durante a tarde de hoje. O Utah Jazz anunciou que o torcedor foi banido “permanentemente” pela equipe e nunca mais poderá acompanhar um jogo ou qualquer evento na Vivint Smart Home Arena, casa da franquia. “O Utah Jazz não irá tolerar fãs que ajam de forma inapropriada. Não há espaço em nosso jogo para ataques pessoais ou desrespeito”, diz nota divulgada pela franquia.

Já Russell Westbrook foi multado pela própria NBA em US$ 25 mil pelas ameaças e insultos que fez ao torcedor.

(Foto: Reprodução Twitter/Oklahoma City Thunder)

Oddsshark