14/09/2018 - 18h45

Presidente do Toronto Raptors explica planos para tentar renovar com Kawhi Leonard

Ala foi peça central na troca que mandou DeMar DeRozan ao San Antonio Spurs

No meio de toda a novela envolvendo Kawhi Leonard e o San Antonio Spurs, em determinado momento, o ala expressou publicamente seu desejo em atuar em sua terra natal, a Califórnia, o que ganhou força após a ida de LeBron James para o Los Angeles Lakers. O astro, no entanto, tomou outro rumo e acabou sendo negociado com o Toronto Raptors, o que frustrou seus planos iniciais.

Além de Leonard, os Raptors adicionaram também Danny Green no plantel. Em contrapartida, perdeu DeMar DeRozan, Jakob Poeltl e uma escolha na primeira rodada do Draft. A jogada é considerada por muitos como ousada por dois motivos centrais: o então camisa 2 jogou apenas nove jogos pelos Spurs na última temporada após delicada e polêmica recuperação no departamento médico, e seu desejo explícito de ir para casa.

Convencer Kawhi Leonard a não se mudar para a Califórnia num primeiro momento foi algo bastante difícil, mas o presidente dos Raptors, Masai Ujiri, conseguiu fazer negócio com os Spurs e assinou com o ala por uma temporada. O dirigente da franquia do Canadá agora tem a difícil missão de convencer Leonard a permanecer na equipe após o fim do vínculo, que deve acontecer no fim da próxima temporada da NBA.

O dirigente participou recentemente do podcast do jornalista Adrian Wojnarowski, da ESPN americana, e listou alguns dos motivos que podem fazer com que Leonard renove com os Raptors. “Podemos não ser os melhores no que diz respeito ao clima, mas nós talvez sejamos os melhores em muitos outros aspectos: a diversidade, a cidade, a singularidade de um lugar como Toronto, os fãs e a atmosfera”, explicou Ujiri.

Junto com o alto risco, no entanto, vem uma alta recompensa, razão pela qual os Raptors estavam dispostos a fazer o negócio. Se Leonard provar ser saudável, o time será um dos principais candidatos a vencer a Conferência Leste nesta temporada. Então, o ala pode ter razões para ficar no Canadá.

“Somados a todos esses fatores anteriores, você tem que colocar o basquete junto”, continuou o presidente. “Eu tenho certeza que tem uma parte dele que pensa que esse time tem uma chance. Com seus companheiros e vendo o quanto eles estão trabalhando duro. Nós temos que mostrar quem nós somos.”

Além disso, Ujiri debateu sobre a saúde de Leonard, e notou que, enquanto esteve no exterior e incapaz de acompanhar ao atleta, ele recebeu bons relatórios dos treinadores. Para ele, não houve um veredicto oficial sobre as restrições de Leonard – se houver alguma – uma vez que os treinamentos começam em algumas semanas, mas notou que o ala aumentou seu desempenho.

Só o tempo dirá se a grande aposta dos Raptors com Leonard valeu a pena, mas com Ujiri no comando parece que eles estão indo para o caminho certo.

Crédito da foto: Reprodução/Toronto Raptors Facebook

Oddsshark