22/02/2019 - 19h20

Paul George questiona Nike sobre o que deu errado com o tênis de Zion Williamson

Jogador de Duke se machucou após tênis que usava com assinatura de PG estourar

DURHAM, NORTH CAROLINA - NOVEMBER 14: Zion Williamson #1 of the Duke Blue Devils dunks against the Eastern Michigan Eagles during the first half of their game at Cameron Indoor Stadium on November 14, 2018 in Durham, North CarolinaA lesão que tirou Zion Williamson do jogo entre Duke e North Carolina, na última quarta-feira (20), tomou conta dos noticiários norte-americanos esta semana e uma pergunta foi levantada sobre o assunto: o que realmente aconteceu?

É exatamente esse questionamento que Paul George, ala do Oklahoma City Thunder, fez nesta quinta-feira (21) à Nike, marca que calçava o ala de Duke quando ele acabou se machucando no primeiro minuto de jogo após seu tênis estourar, literalmente, levando-o ao chão. O veterano de oito temporadas da NBA é quem assina o modelo da marca esportiva que estava no pé do universitário, o PG 2.5.

“Primeiramente, eu quero desejar tudo de bom a ele”, disse George. “Eu não sei a gravidade da lesão neste momento. Nós apenas desejamos a ele o melhor em seu processo de recuperação se for algo mais grave. E, honestamente, eu estou aqui por ele por todo o tempo que precisar se recuperar”, completou.

“Mas, fora isso, eu não sei exatamente o que aconteceu e como aconteceu”, explicou o jogador do Thunder. “Eu falei com a Nike para ver o que deu errado, o que aconteceu com o tênis e eu me orgulho disso. Meus tênis têm sido um sucesso não só na universidade, como também na própria NBA. Muitas pessoas os têm, muitas pessoas os usam. Eu não necessariamente sei, mas isso nunca aconteceu com a minha assinatura antes. Então, isso é bem difícil”, finalizou.

Apenas 33 segundos de partida haviam se passado para o confronto entre Duke e North Carolina quando Williamson fez o movimento que acabou estourando a parte da sola de seu tênis. Ele deixou a quadra, não voltou mais para o duelo e foi diagnosticado com uma leve entorse no joelho.

Atualmente, os tênis da Nike atendem cerca de dois terços dos jogadores da NBA e cerca de 40 atletas usaram o modelo com a assinatura de Paul George em cada temporada desde que ela foi lançada há três anos – o recorde de qualquer assinatura de jogadores da NBA com a empresa.

Há poucas semanas, George e a Nike lançaram a mais recente versão de sua parceria, o PG 3, embora a maioria dos jogadores, além do ala, ainda estejam usando o PG 2 e o PG 2.5 no verão e no outono de 2018 nos Estados Unidos.

CONSEQUÊNCIAS

Após a lesão de Williamson, Paul George se tornou alvo de comentários negativos nas redes sociais, com bastante críticas dos fãs sobre seus tênis. As ações da Nike não passaram impunes e caíram 1%, ou 89 centavos, para US$ 83,95 na quinta-feira, depois de recuperar de uma baixa de US$ 83,35.

“Isso nunca tinha acontecido comigo desde que eu tenho esses tênis”, revelou George. “Nós fizemos três gerações, indo para a quarta agora, com meus tênis sendo bem-sucedidos, então eu não necessariamente senti nada sobre isso, essa parte negativa da coisa.”

“Honestamente, minha única preocupação é com Zion. O pessoal está fazendo um grande alvoroço sobre o tênis. Tudo isso deveria ser sobre o Zion e sua lesão. Essa é a única coisa que me preocupou, sobre o quão grave foi e tinha esperança de que isso não fosse tão sério e que ele pudesse voltar logo”, completou o jogador do Oklahoma City Thunder.

A empresa de materiais esportivos também já se pronunciou sobre o caso. “Estamos obviamente preocupados e queremos desejar a Zion uma rápida recuperação”, disse a Nike em comunicado oficial. “A qualidade e o desempenho de nossos produtos são de extrema importância. Embora seja uma ocorrência isolada, estamos trabalhando para identificar o problema.”

Crédito da foto: Grant Halverson/Getty Images

Oddsshark