15/05/2018 - 20h09

Mike D’Antoni minimiza críticas aos Rockets após derrota para Warriors

Técnico de Houston fez questão de afastar os "ruídos" após o revés sofrido para os atuais campeões em pleno Toyota Center

O técnico do Houston Rockets, Mike D’Antoni, fez questão de minimizar as críticas sofridas após a derrota do seu time dentro de casa, por 119 a 106, para o atual campeão da NBA, o Golden State Warriors, no primeiro jogo da final da Conferência Oeste, na segunda-feira (15).

Ben Golliver, da Sports Illustrated, forneceu nesta terça-feira os comentários de D’Antoni a respeito dos “ruídos” que surgiram após desempenho dos Rockets na derrota: “Dizem que tudo que fazemos são jogadas de isolation. Não é isso e isso é o que fazemos de melhor. Eles [dizem que nós] não passamos a bola, que ficamos muito parados. Sério? Vocês nos assistiram por 82 jogos?”, questionou o treinador.

O maior problema dos comandados de D’Antoni na primeiro partida da série decisiva não foi o ataque, mas sim a tentativa frustrada de anular os principais pontuadores dos Warriors.

Golden State arremessou para 52,5% de aproveitamento, converteu 13 bolas de três pontos e distribuiu 24 assistências, cometendo apenas nove turnovers no primeiro confronto. Os atuais campeões contaram ainda com atuações monstruosas de Kevin Durant e Klay Thompson, decisivos para o triunfo importantíssimo fora de casa. A questão é que qualquer equipe, mesmo uma com o poderio ofensivo dos Rockets, terá dificuldades para manter o ritmo quando os Dubs estiverem rodando a bola e criando espaços para arremessos desmarcados com tanta facilidade, já que são uma equipe com diversas armas ofensivas, tanto dentro quanto fora do garrafão.

Armador titular dos Rockets e principal estrela da equipe, James Harden comentou sobre os erros defensivos cometidos pela equipe durante a partida, erros esses que foram cruciais para a perda do mando de quadra com a derrota de segunda-feira no Toyota Center.

Harden liderou os donos da casa no ataque com 41 pontos. Chris Paul acrescentou um double-double com 23 pontos e 11 assistências. Os Rockets arremessaram para 45,9% e assim como os Warrios, converteram 13 bolas de longa distância.

Assim, embora possa haver algumas críticas sobre o fraco repertório ofensivo da equipe no jogo 1, o foco antes do jogo 2, que acontece na quarta-feira (16), deve ser encontrar maneiras de forçar os atuais campeões a fazerem arremessos mais contestados. É claro que é mais fácil falar do que fazer quando se enfrenta arremessadores como Kevin Durant, Stephen Curry e Klay Thompson, mas Houston precisa se superar se quiser finalmente vencer os rivais e chegar as finais da NBA nesta temporada.

Crédito da foto: Reprodução/Houston Rockets Facebook

Oddsshark