23/03/2019 - 02h34

Harden faz partida surreal, marca 61 pontos e Rockets superam os Spurs

No clássico texano, 'Barba' faz 27 pontos só no primeiro quarto, bate recordes e resolve jogo contra San Antonio: 111 a 105

Harden faz partida surreal, marca 61 pontos e Rockets superam os SpursE James Harden não para de acumular recordes atrás de recordes na NBA. Após marcar 57 pontos no Memphis Grizzlies e anotar um feito inédito contra o Atlanta Hawks, nesta semana, o atual MVP da liga não se contentou e fez mais uma atuação digna de lenda, nesta sexta-feira (22). O astro anotou incríveis 61 pontos, igualando a maior marca da sua carreira, sendo 27 só no primeiro quarto e guiou, praticamente, sozinho o triunfo do Houston Rockets contra o San Antonio Spurs pelo placar de 111 a 105, no Toyota Center.

O clássico texano foi, realmente, de tirar o fôlego. Duas das equipes mais quentes da NBA deram uma grande amostra de como serão os confrontos de playoffs pela Conferência Oeste, nesta temporada. Houston começou melhor e comandou as ações no primeiro tempo. No terceiro quarto, San Antonio cresceu, empatou o jogo e deixou a situação indefinida para o quarto derradeiro. Mas nos instantes finais, Harden foi o grande ponto de desequilíbrio e só não fez chover com uma sequência de 13 pontos consecutivos, que deu a vitória aos Rockets.

Além de decidir o confronto, o “Barba” colecionou ainda algumas marcas importantes. Com 27 pontos no primeiro quarto, ele conseguiu a segunda maior produção da história da franquia no período inicial, atrás de Vernon Maxwell que anotou 30, em 1991. Foram ainda, sete rebotes, três roubos de bola e 9/13 nos arremessos de três, o que lhe garantiu o 10º lugar na lista geral da história da NBA.

E não para por aí, além disso, o astro entrou em uma lista de respeito com Wilt Chamberlain, Kobe Bryant e Michael Jordan como os únicos jogadores a registrarem pelo menos duas partidas marcando 60 pontos ou mais, em uma única temporada.

Mas Houston não foi apenas James Harden. Chris Paul (18 pontos e cinco assistências) e Eric Gordon (12 pontos) na pontuação e Clint Capela no garrafão (7 pontos e 16 rebotes) foram os outros destaques. Já o brasileiro Nenê Hilário jogou 15 minutos e contribuiu para 4 pontos e dois rebotes.

Pelos Spurs, ênfase para os coadjuvantes Bryn Forbes (20 pontos e cinco rebotes) e Derrick White (18 pontos e oito rebotes), além das estrelas DeMar DeRozan que flertou com o triple-double (16 pontos, oito rebotes e oito assistências) e LaMarcus Aldridge (10 pontos, quatro rebotes, quatro assistências e cinco tocos).

O JOGO

O clássico da região do Texas foi bastante aguardado pelos amantes do basquete, muito pela boa fase das franquias atualmente, e começou já com James Harden ditando o ritmo e sendo o principal responsável pela pontuação do Houston Rockets. Só que desta vez, ele resolveu aumentar o seu padrão, exagerou muito na sua produção e comandou a sua equipe de forma espetacular. O camisa 13 fez mais pontos que toda equipe do San Antonio Spurs inteira e terminou o primeiro quarto, com nada mais, nada menos, do que 27 pontos (FG 7/10). Os visitantes não viram a cor da bola e a vantagem chegou a ser de 15 tentos em determinado momento da parcial, mas acabou com diferença de 12 (36 a 24).

No segundo quarto, os Spurs aproveitaram a ausência momentânea de Harden, cresceram na partida e a diferença chegou a diminuir. Entretanto, com 6 minutos restantes no relógio, o atual MVP voltou à quadra, anotou mais 11 pontos, ajudou Houston a conter a reação do adversário e mais do que isso, ir para o intervalo liderando por 15 tentos (62 a 47). Só no primeiro tempo, James Harden totalizou 37 pontos, com 5/6 nos arremessos de três. Para San Antonio, destaque negativo ficou para LaMarcus Aldridge (FG 0/7).

No reinício, Greg Popovich mostrou o por que é um dos melhores treinadores da NBA. Os Spurs voltaram com outra postura dos vestiários e apostando, exclusivamente, nas jogadas dentro do garrafão para Aldridge, que até então vinha mal ofensivamente. O ala-pivô “entrou” na partida e contribuiu bastante no terceiro quarto, tanto ofensivamente, quanto na parte defensiva. Com uma melhora significativa, os visitantes reagiram, fizeram uma corrida de 16 a 3 e a vantagem despencou para 5 tentos. A partir daí, o duelo ficou aberto, mesmo com o “Barba” seguindo no ritmo alucinante. Mas reação não parou por aí e nos últimos instantes da parcial, DeRozan apareceu bem e San Antonio empatou, indo para o período derradeiro com moral (81 a 81).

O último quarto virou um toma lá dá cá. As franquias se revezavam na ponta do marcador o tempo todo e o equilíbrio permaneceu até os últimos minutos. Foi aí que o gênio mostrou o motivo de ser apontado como o maior favorito ao prêmio de MVP pela segunda vez seguida. Com 4 minutos restantes no relógio, Houston perdia por 6 pontos e foi, neste momento, que Harden não parou de acertar cestas, marcando 13 pontos consecutivos, sendo três cestas do perímetro. Algo surreal. Com isso, os Rockets assumiram a frente do placar e não largaram mais até o estouro do cronômetro, levando os torcedores ao delírio. Que jogo e que atuação de James Harden: 111 a 105.

Com o resultado, Houston (46-27) chegou ao seu terceiro triunfo no confronto direto contra o rival regional de um total de quatro jogos, permanece na terceira posição, acumula nove vitórias nos últimos 11 jogos e segue em ampla ascensão na liga.

Do outro lado, San Antonio (42-31) sofreu sua segunda derrota consecutiva, após uma corrida anterior de nove triunfos em sequência, cai para a oitava colocação, mas continua na busca de uma classificação melhor, visando o benefício do mando de quadra na primeira rodada da pós-temporada.

Veja o show completo de James Harden na noite desta sexta-feira (22):

Próximos jogos

Agora, ambos os times retornarão às quadras, neste domingo (24). O Houston Rockets jogará contra o New Orleans Pelicans, no ginásio Smoothie King Center e o San Antonio Spurs enfrentará o Boston Celtics, no TD Garden.

Confira a programação dos jogos que acontecem neste sábado (23):

Boston Celtics @ Charlotte Hornets
Miami Heat @ Washington Wizards
Philadelphia 76ers @ Atlanta Hawks
Utah Jazz @ Chicago Bulls
Minnesota Timberwolves @ Memphis Grizzlies
Dallas Mavericks @ Golden State Warriors
Detroit Pistons @ Portland Trail Blazers
Phoenix Suns @ Sacramento Kings

Foto: Divulgação Twitter / Houston Rockets

Oddsshark