12/03/2019 - 23h12

Donovan Mitchell apoia Russell Westbrook em incidente com torcedor em Utah

Para o armador do Jazz, não é a primeira vez que este tipo de situação acontece na arena da equipe

Donovan Mitchell brilha em vitória do Utah JazzDonovan Mitchell saiu em defesa de Russell Westbrook após discussão envolvendo o armador do Thunder e um casal que estava nas cadeiras da Vivint Smart Arena em Utah, na partida entre as duas equipes na noite desta segunda-feira, 11 de março. Vale lembrar que foi divulgado um vídeo, no qual Westbrook falava que “Eu vou f… você, eu prometo. Eu juro por Deus que vou f… você e sua esposa”, como você viu aqui, no The Playoffs.

O jornalista Eric Woodyard, do Utah Jazz Digital Sports divulgou a declaração feita por Mitchell, armador do Utah Jazz: “Eu estou pessoalmente machucado pelo incidente no jogo do dia 11 de março. Como um negro vivendo na comunidade que eu amo e jogando numa equipe que me dá a oportunidade de viver meu sonho, estou realmente abalado. Racismo e discursos de ódio machucam a todos nós e essa não foi a primeira vez que algo deste tipo acontece em nossa arena. A Utah que eu aprendi a amar é receptiva e inclusiva e o incidente da noite passada não representa os nossos fãs. Não queremos criar uma reputação negativa para atletas que possam querer jogar em Utah um dia”.

Mitchell continuou, agradecendo às respostas rápidas dadas pelo time e pela liga: “eu gostaria de agradecer ao meu time e à NBA por rapidamente responder este incidente odioso e por ajudar a fazer da nossa arena um lugar onde todos os fãs e atletas são bem-vindos. Eu me junto a outros atletas no pedido para que todos os times tomem partido. Nós não devemos nos sujeitar a discursos de ódio ou atos racistas em nenhum momento e, definitivamente, não nas nossas arenas”.

“Nos próximos meses eu vou trabalhar com o Jazz, os atletas e a liga para ajudar a fazer nossas arenas e comunidades mais inclusivas e receptivas. Isso inclui o banimento do discurso de ódio e do racismo. Eu não tenho todas as respostas mas, na próxima offseason, eu vou trabalhar com a minha fundação, a Spidacares, para ter um olhar ainda maior às questões raciais no país e ver o que eu posso fazer para combater a desigualdade racial. Eu convido a todos vocês para me ajudarem nesse processo, pois, quando todos nós juntos nos levantamos e falamos, as mudanças acontecem”, finalizou o armador.

Thabo Sefolosha, que jogou com Westbrook no Thunder entre as temporadas 2008-09 e 2013-14 e agora atua pelo Jazz também manifestou apoio ao armador, em sua conta no Instagram: “eu concordo 100% com Russell Westbrook sobre o que aconteceu na partida. Eu amo nossos fãs mas existem limites que não podem ser ultrapassados! Apoiem e torçam por seus times e aproveitem o jogo, mas, fãs como esse, que usam essa plataforma para estimular o seu ódio e racismo precisam ser responsabilizados”.

(Foto: Reprodução Twitter/Utah Jazz)

Oddsshark