13/03/2019 - 17h33

MLB deve adotar trade deadline unificado em 2019

Medida servirá para eliminar negociações via waivers em agosto

Segundo informações divulgadas nesta quarta-feira (13) por Ken Rosenthal, do site The Athletic, a MLB irá acabar com as negociações de agosto durante a temporada de 2019, em favor de um único trade deadline no dia 31 de julho. A nova regra eliminará negociações via waivers, que ocorriam um mês após o fim do prazo estipulado pela liga.

A medida foi proposta primeiramente pela Associação de Jogadores da MLB, que funciona como o sindicato dos jogadores da liga. Para Rosenthal, a nova regra significa “proteger a integridade competitiva da temporada regular de 162 jogos, criar mais certeza para os jogadores e forçar os times a decidir mais cedo se eles serão compradores ou vendedores”.

Waivers são jogadores colocados em uma espécie de “lista de dispensa”, o que possibilita que seus times os troquem após o trade deadline. Para isso, a equipe deve expor a maioria dos seu jogadores como waivers revogáveis durante o mês, para que não haja riscos, exceto aqueles na lista de lesionados. Em seguida, outros times podem fazer lances para conseguir um jogador dessa lista. A equipe da mesma liga com o pior histórico na temporada recebe prioridade. Depois, essa prioridade passa para o time com o pior histórico da outra liga, e vice-versa, até o time proprietário concordar com uma proposta.

Quando uma troca é acertada, a equipe proprietária pode manter o jogador, seguir com a negociação ou dispensá-lo. Por meio desta última alternativa, o time que fez o lance fica responsável por contrato e salário do jogador. As franquias têm dois dias para completar o negócio. Se um jogador passa dois dias sem nenhum acordo, ele pode ser negociado pelo restante da temporada, exceto se seu contrato possui uma cláusula de não-negociação.

Recentemente, a mais famosa negociação via waivers ocorreu em agosto de 2017, quando Justin Verlander foi enviado ao Houston Astros pelo seu antigo time, o Detroit Tigers, em troca de prospectos. O arremessador ajudou os Astros a conquistar sua primeira World Series, e compartilhou o Prêmio Babe Ruth de MVP da pós-temporada com George Springer.

Por conta das últimas duas offseasons, que foram fracas em termos de negociações com free agents, vários jogadores criticaram os clubes da liga, alegando que estão mais focados em trocar veteranos e perder jogos para conseguir melhores escolhas no Draft da MLB.

“Acho que algumas organizações estão se escondendo por trás da fase de ‘reconstrução’ e realmente não têm a intenção de fazer isso. Alguns desses jogadores que estão por aí, se você não acha que você vai ser competitivo nos próximos dez anos, o que você está fazendo aqui?”, disse Verlander em entrevista à agência de notícias Associated Press, em fevereiro.

O arremessador Max Scherzer, do Washington Nationals, também expressou sua opinião sobre o assunto também à AP: “Se você está constantemente entrando nesse ciclo de ganhar e perder que a MLB está incentivando, você cria torcedores insatisfeitos e esse não é o tipo de fã que você quer criar. Você quer criar fãs que acompanhem os times ano após ano. Cabe aos torcedores, sinceramente, exigir isso da liga”.

Foto: Reprodução Facebook/MLB

Oddsshark