11/10/2018 - 00h15

Kris Bryant rejeita proposta de extensão de US$ 200 milhões do Chicago Cubs

O período do contrato rejeitado não foi divulgado, mas jogador não será agente livre antes de 2021

Dinheiro não é um problema para o terceira base Kris Bryant. Nesta quarta-feira (10/10), o astro rejeitou uma oferta de extensão contratual no valor de US$ 200 milhões oferecida pelo Chicago Cubs.

Que trouxe a informação foi o jornalista Dave Kaplan, da rádio ESPN 1000 de Chicago. Kaplan informou em seu programa que o tempo de duração do contrato não foi divulgado, mas com certeza a oferta cobriria todo o período de arbitration que Bryant ainda tem e provavelmente alguns anos da primeira janela de agente livre do jogador.

Bryant, que recebeu US$ 10,8 milhões em seu primeiro ano de arbitration, não será agente livre antes do final da temporada de 2021, mas deve ter aumentos significativos em seu salário até lá, também via processo de “arbitragem”.

A tentativa do time de Chicago era assinar um contrato que em alguns anos seria considerado baixo, visto que um acordo com uma jogador como Bryant – que já foi eleito MVP da liga e é extremamente jovem – não sairá nem perto dos US$ 200 milhões oferecidos quando ele experimentar o mercado aberto de agente livre.

Para Bryant também não seria interessante assinar uma extensão nesse exato momento, pois nesta offseason rebatedores de muita qualidade como ele vão assinar contratos milionários e inflacionar o valor de mercado.

Os futuros acordos do defensor externo Bryce Harper – amigo de infância do terceira base dos Cubs – e do shortstop Manny Machado podem ditar o mercado e fazer Kris Bryant lucrar muito mais do que foi oferecido pelos Cubs.

(Foto: Reprodução Twitter/Chicago Cubs)

Oddsshark