22/06/2018 - 17h51

Qual será o primeiro técnico a ser demitido na temporada 2018 na NFL? Façam suas apostas!

Com uma vitória nos últimos 32 jogos, Hue Jackson aparece como principal favorito para perder o emprego

A guilhotina já está armada na NFL! Mesmo com a temporada regular ainda muito longe, alguns treinadores já começam pressionados e podem parar na fila do desemprego antes mesmo do ano acabar! Embora isso não fosse uma prática comum há alguns anos, nas últimas três temporadas tivemos, pelo menos, um comandante deixando o cargo. Quem pode rodar primeiro em 2018?

Como não podia ser diferente, casas de aposta listaram os treinadores com cargos mais ameaçados e soltaram odds para se investir no primeiro head coach que será mandado embora. Apesar de todos os nomes escolhidos sentirem alguma de pressão, há um que realmente já começa com a corda no pescoço: Hue Jackson. Após duas temporadas horríveis no Cleveland Browns, ele pode encontrar ‘o caminho da roça’ caso o time não reencontre o caminho das vitórias. Será que é uma boa aposta a ser feita? Veja a análise dos principais nomes com os odds do Oddsshark.com.

(Foto: Reprodução Twitter/Cleveland Browns)

1º – Hue Jackson demitido do Cleveland Browns: paga R$4,50 para 1

Faz total sentido Hue Jackson aparecer no topo da lista, afinal, ele já começa o ano com a cabeça na guilhotina. Após vencer apenas um jogo em 2016 e entrar para história, negativamente, com um 0-16 em 2017, muitos esperavam que o treinador perderia o emprego em dezembro do ano passado. Não aconteceu. Apesar da pressão vinda de muitos lados, a direção resolveu bancar o treinador por mais um ano.

Honestamente, 2018 será o ano que Jackson será realmente testado. O elenco que ele tinha nas mãos nos dois anos anteriores era sofrível: quarterbacks lamentáveis, inúmeros buracos em várias posições e jogos difíceis dentro de sua divisão. A falta de talento comparada as demais equipes era algo que assustava – às vezes parecia que os Browns faziam parte de uma ‘segunda divisão’ da NFL.

Pela primeira vez em três anos o treinador terá algo minimamente competitivo em mãos. Embora não seja a ‘última bolacha do pacote’, Tyrod Taylor já mostrou algumas coisas boas na NFL e dificilmente lança interceptações – mil vezes melhor do que DeShone Kizer, Cody Kessler, etc… Carlos Hyde e Nick Chubb chegaram para ajudar Duke Johnson no backfield, Jarvis Landry eleva o grupo de recebedores imediatamente de patamar… Se não conseguir pelo menos umas cinco vitórias em 2018, a demissão de Hue Jackson é quase iminente.

2º Adam Gase demitido do Miami Dolphins: paga R$8,50 para 1

Pode parecer cruel dizer isso, mas até Adam Gase sabia que a temporada dos Dolphins já tinha ido para o vinagre no ano passado quando Ryan Tannehill rompeu os ligamentos do joelho – terminando com um inexpressivo 10-6. De cara, essa não me parece uma boa aposta a ser feita – visto que o treinador levou o time de volta aos playoffs quando tinha Tannehill em campo em 2016. Agora, talvez o que possa pesar contra o comandante seja os problemas de vestiário. Assim como Chip Kelly nos Eagles, mas em menor escala, Gase em algumas oportunidades abriu mão de jogadores talentosos que não se encaixavam na sua filosofia e mantinham o vestiário mais pesado. Esse tipo de conduta na Filadélfia não deu nada certo…

3º – Marvin Lewis demitido do Cincinnati Bengals: paga R$11 para 1

De todas as apostas propostas, talvez essa seja a pior – chega a ser assustador como Marvin Lewis sempre dá um jeito de manter-se no cargo! Ele está há 16 anos por lá, jamais ganhou um jogo de pós-temporada (0-7), ficou de fora dos playoffs nos últimos dois anos e, ao invés de ter sido mandado embora após o segundo ano consecutivo com mais derrotas do que vitórias, ganhou uma extensão contratual de dois anos. Vai entender. Se a direção não tomou uma atitude depois de todo esse cenário horrível, difícil acreditar que podem dispensá-lo no meio da próxima temporada.

4º – Vance Joseph demitido do Denver Broncos: paga R$11 para 1

Depois de um decepcionante 5-11, John Elway ficou muito próximo de demitir Joseph no fim da temporada anterior, mas resolveu dar ao comandante mais uma chance de mostrar que pode colocar o time de volta ao caminho das vitórias. Pela primeira vez desde que chegou nas montanhas do Colorado, Joseph terá um quarterback decente para trabalhar: Case Keenum é muito melhor do que aquelas buchas de canhão do ano passado. Se mesmo assim o time não brigar por playoffs em 2018, a demissão do comandante é quase que inevitável.

Demais nomes na lista dos treinadores em apuros de acordo com o Oddsshark.com:

Dirk Koetter (Buccaneers) – demissão paga R$13 para 1

Jay Gruden (Redskins) – demissão paga R$17 para 1

Todd Bowles (Jets) – demissão paga R$17 para 1

Bill O’Brien (Texans) – demissão paga R$21 para 1

Jason Garrett (Cowboys) – demissão paga R$26 para 1

John Harbaugh (Ravens) – demissão paga R$29 para 1

Oddsshark