24/01/2019 - 10h49

PRO BOWL: A história do Jogo das Estrelas que a NFL não consegue emplacar

Em mais um fim de semana de Pro Bowl, o The Playoffs conta um pouco sobre o jogo que nunca empolgou

Pro Bowl de 2016 da NFL

Se tem uma coisa que a NFL não conseguiu valorizar durante a história, decididamente, foi seu Jogo das Estrelas. O Pro Bowl teve seu embrião em 1939, ganhou essa nomenclatura em 1951, contou com várias sedes e vários formatos, mas nunca emplacou tanto entre público, quanto entre os atletas. A edição de 2019 em Orlando, na Flórida, não será diferente, com diversas desistências.

Criado em 1939, o jogo das estrelas da antiga NFL acabou em 1942, com a entrada dos EUA na Segunda Guerra e só retornou em 1951, já com o nome atual. Após ter suas primeiras edições realizadas em Los Angeles, a partida passou a ser itinerante em 1972 até 1977, quando ganhou outra sede fixa (Havaí), onde ficou até 2009, quando voltou a alternar sedes entre Honolulu e outras cidades norte-americanas.

Antes, a partida acontecia após o Super Bowl. Hoje, antecede a grande final da NFL. Nos dois formatos, de qualquer maneira, os atletas dos times finalistas são sempre desfalque certo.

O formato da partida também encontrou alterações ao longo da história. Antes, só com voto dos técnicos e capitães, a partida ganhou também a seleção por voto popular em 1995. O jogo, que desde 1971 confrontava as equipes da AFC e da NFC, também sofreu mudanças em 2013, passando por uma espécie de “Draft” entre treinadores selecionados pela liga. A partida retornou ao formato antigo em 2017. Os selecionados que disputarão o Super Bowl, no entanto, seguem fora da partida.

Pro Bowl de 2016 da NFL

Apesar disso, ser selecionado para o Pro Bowl ainda é uma honra para muitos atletas. Nesta questão tínhamos quatro recordistas com 14 seleções: o quarterback Peyton Manning, o tight end Tony Gonzalez, o offensive tackle Bruce Matthews (tio de Clay Matthews, linebacker do Green Bay Packers) e o defensive tackle Merlin Olsen.

Tínhamos. Porque neste ano o quarterback Tom Brady, do New England Patriots, também chegou a 14 indicações para o “jogo das estrelas”. Brady, aliás, não joga a partida deste ano, por conta da participação de New England no Super Bowl LIII. E por muitas outras vezes ele também foi ausência de peso, que mostra o quanto o Pro Bowl acaba esvaziado de seus astros.

O Pro Bowl 2019 começa às 18h (Brasília) deste domingo (27), com transmissão da ESPN para o Brasil.

(Fotos: Kent Nishimura/Getty Images)

Tags:
Oddsshark