10/10/2018 - 13h58

NFL Power Ranking 2018 The Playoffs: semana 5

Rams e Chiefs dominam nas primeiras posições, mas veem aproximação dos Saints

Los Angeles Rams garante vitória contra Seahawks na Semana 5 da NFL 2018 com Cairo Santos.No ar mais um Power Ranking do The Playoffs para a temporada 2018 da NFL! Após a semana 5, liderança mantida pelo Los Angeles Rams de Cairo Santos (que foi decisivo), mas o Kansas City Chiefs encostou novamente, após vitória que ajudou também a derrubar o Jacksonville Jaguars do top 3.

Já o New Orleans Saints ganha o terceiro lugar após vitória convincente sobre o Washington Redskins. Entre subidas e descidas, destaque ainda para o retorno do Minnesota Vikings ao top 5 e o Philadelphia Eagles, que perdeu para os roxos e segue despencando.

Explicamos tudo abaixo, posição por posição. Antes, entenda como funciona o Power Ranking do The Playoffs.

Crédito da Foto: Divulgação/Los Angeles Rams

COMO FUNCIONA

A posição de cada time no Power Ranking do The Playoffs é definida por um comitê do site que conta com Fabio Garcia, Fernando Ferreira, Gabriel Mandel, Luis Felipe Saccini e Ricardo Pilat. Os cinco dão notas para as equipes levando em conta a força dos elencos em geral (considerando lesões também), o desempenho em cada rodada (além da força dos adversários) e a perspectiva delas neste momento. A partir da média, listamos as franquias neste ranking.

POWER RANKING THE PLAYOFFS – NFL 2018

Resultado de imagem para los angeles rams

#1 Los Angeles Rams (posição anterior: #1)

Os Rams seguem invictos, mesmo depois de passar um sufoco contra os Seahawks. Serviu como um alerta para a franquia de Los Angeles mostrar que tem seus defeitos, mas no fim Cairo Santos garantiu a vitória em field goal e isso foi o mais importante, ainda mais fora de casa. No geral, ainda é o melhor time da liga até aqui, sem duvidas.

Campanha: 5-0

Resultado de imagem para kansas city chiefs

#2 Kansas City Chiefs (posição anterior: #3)

O outro invicto da temporada, Kansas City teve seu maior teste e venceu bem o Jacksonville Jaguars. O ataque mostrou alternativas, como esperado, mesmo com o jogo corrido bem marcado. A defesa, ponto mais criticado, jogou melhor e forçou cinco turnovers, apesar de ainda mostrar alguns defeitos (tipo permitir 430 jardas para Blake Bortles). O segundo lugar é justo e pode ser consolidado (ou quem sabe virar o primeiro) depois da semana 6, quando os Chiefs encaram os Patriots no SNF. Mais um grande teste.

Campanha: 5-0

#3 New Orleans Saints (posição anterior: #4)

Depois de uma estreia muito ruim, os Saints vai entrando nos trilhos a cada rodada. Mais uma vitória contundente, diante dos Redskins, mostra de New Orleans o que esperávamos no começo da temporada. Além de mais uma grande atuação e novos recordes de Drew Brees, vale destacar o bom retorno Mark Ingram ao time e a defesa, que já está longe de ser o caos que foi na semana 1.

Campanha: 4-1

#4 Chicago Bears (posição anterior: #5)

Os Bears nem precisaram jogar na rodada para subir uma posição, ajudados pela queda dos Jaguars. Na próxima rodada, o desafio será o Miami Dolphins e espera-se mais uma vitória convincente para que o time continue entre os melhores do ano.

Campanha: 3-1

#5 Minnesota Vikings (posição anterior: #8)

Time que chegou a liderar nosso ranking na semana 1, os Vikings contam com uma certa benevolência nossa pelo potencial do elenco, o que faz com que o time volte ao top 5 mesmo com apenas duas vitórias. Só que a segunda veio em grande estilo, jogando muito bem, fora de casa, contra o atual campeão. Minnesota tem tudo para se firmar de vez nas próximas rodadas e justificar nossa boa vontade.

Campanha: 2-2-1

#6 Jacksonville Jaguars (posição anterior: #2)

Outro que vinha contando com nossa benevolência, os Jaguars foram muito mal no duelo contra os Chiefs. Diversos erros de Blake Bortles e a ausência de Leonard Fournette fazem do ataque extremamente previsível e incapaz de superar até uma defesa questionável como a dos Chiefs e isso é preocupante. Queda no ranking justificável, ainda mais com essa campanha bem medíocre de 3-2.

Campanha: 3-2

#7 New England Patriots (posição anterior: #6)

A queda dos Patriots é mais “culpa” da subida dos Vikings do que de outra coisa, mas vale destacar que a vitória contra os Colts, apesar de mostrar bons lampejos de um New England vencedor, também expôs outras falhas. Indianapolis até chegou a sonhar com a vitória no fim da partida. Os Pats precisam mostrar sua força na próxima rodada, diante dos Chiefs, para pensar em uma subida maior no ranking.

Campanha: 3-2

#8 Cincinnati Bengals (posição anterior: #7)

Assim como no caso dos Patriots, uma queda mais explicada pela subida dos Vikings. A quarta vitória na temporada também foi mais sofrida que o esperado, diante dos Dolphins, mas a reação depois de estar perdendo por 17 a 0 é mais um motivo de animação, assim como o bom retorno de Joe Mixon. Na próxima rodada, briga direta pela AFC Norte contra os Steelers.

Campanha: 4-1

#9 Carolina Panthers (posição anterior: #13)

Um chute de 63 jardas de Graham Gano definiu a terceira vitória dos Panthers no ano, contra os Giants. Apesar da dificuldade e o resultado apertado, Cam Newton e sua trupe seguem mostrando boas virtudes e chegam ao top 10 com méritos.

Campanha: 3-1

#10 Los Angeles Chargers (posição anterior: #16)

Aos poucos os Chargers vão mostrando um pouco do nível que esperávamos no começo do ano. Se o ataque segue bastante perigoso, a defesa enfim fez uma atuação convincente, diante dos Raiders. Confesso que a subida aqui ficou um pouco acima do que esperava, mas o elenco de Los Angeles é bom o bastante para ser considerado um dos dez melhor da liga – ainda mais quando Joey Bosa voltar.

Campanha: 3-2

#11 Pittsburgh Steelers (posição anterior: #17)

Pittsburgh foi outro time que subiu mais do que eu esperava nesta semana, mas provavelmente fez a melhor atuação em 2018. Os Falcons não são um adversário fraco, longe disso, então é possível entender o quanto essa vitória significa para os Steelers, ainda mais num momento de tanta instabilidade. Ainda sem Le’Veon Bell, James Conner voltou a jogar bem e somou 185 jardas de scrimmage. Para voltar ao top 10, é fundamental vencer os Bengals na semana 6.

Campanha: 2-2-1

#12 Green Bay Packers (posição anterior: #9)

Perder para os Lions e de forma tão imponente não estava nos planos de Green Bay. A história poderia ser diferente se Mason Crosby não estivesse com o pé torto, mas os Packers não mereceram vencer em momento algum fo jogo. A cada rodada, o time vai provando ser bastante limitado, Aaron Rodgers à parte – que é quem garante ainda uma posição aceitável nesse ranking.

Campanha: 2-1-2

#13 Baltimore Ravens (posição anterior: #10)

Depois da ótima vitória contra os Steelers, os Ravens deram uma bela derrapada ao perder para os Browns e sem marcar um field goal sequer. Essa irregularidade é o que mais preocupa o torcedor de Baltimore.

Campanha: 3-2

#14 Philadelphia Eagles (posição anterior: #12)

Ai ai, Eagles… perder para os Vikings não é uma vergonha, mas essa derrota vem depois de outras duas e uma sequência de atuações ruins em 2018. O time não engrena e para piorar, agora perdeu Jay Ajayi por lesão, desfalcando um jogo corrido que já não vem empolgando.

Campanha: 2-3

#15 Tennessee Titans (posição anterior: #11)

Falando em Eagles, os Titans venceram os atuais campeões na semana passada. Uma rodada depois, conseguiram perder para os Bills. Aí fica difícil defender esse time. Marcus Mariota novamente muito discreto.

Campanha: 3-2

#16 Detroit Lions (posição anterior: #25)

E os Lions subiram bem no elevador! A vitória contra os Packers foi incontestável e mostra que esse time de Detroit tem capacidade de jogar melhor, como já fizera também contra os Patriots outro dia. Se mantiverem alguma regularidade, podem seguir bem nesse ranking. Na semana que vem terão bye.

Campanha: 2-3

#17 Cleveland Browns (posição anterior: #21)

Terceiro overtime e primeira vitória dos Browns nessa situação! Também a primeira vez que o time de Cleveland vence pelo menos dois jogos numa temporada desde 2015. Contra os Ravens, o kicker Greg Joseph deu uns sustos, mas garantiu a vitória no fim, e vale lembrar que foram erros do kicker anterior (Zane Gonzalez) que evitaram outros resultados positivos.

Campanha: 2-2-1

#18 Seattle Seahawks (posição anterior: #20)

Perder por um FG para o melhor time da NFL vale uma subidinha para os Seahawks, que no geral estão jogando muito melhor do que todo mundo esperava. Na próxima semana, viagem para Londres, onde encaram os Raiders.

Campanha: 2-3

#19 Miami Dolphins (posição anterior: #15)

Os Dolphins abriram 17 a 0 contra os Bengals e tinham a chance de provar que não eram fogo de palha depois da surra que levaram dos Patriots. Mas conseguiram perder de virada e essa queda aqui é inevitável.

Campanha: 3-2

#20 Washington Redskins (posição anterior: #14)

Liderando a divisão, os Redskins enfrentaram os Saints para mostrar força e passaram bem longe disso. Diversos defeitos defensivos e um ataque inofensivo, que desempolgaram muita gente em Washington.

Campanha: 2-2

Resultado de imagem para houston texans

#21 Houston Texans (posição anterior: #23)

Os Texans fizeram um grande esforço para perder dos Cowboys, mesmo chegando diversas vezes próximos de touchdowns que viraram apenas field goals. Mas os chutes foram o bastante para vencer no OT e subir um pouco no ranking. Deshaun Watson teve uma grande produção ofensiva novamente em jardas, mas falta fazer o time marcar TDs, proteger melhor a bola e proteger a si mesmo, já que adora levar pancadas desnecessárias.

Campanha: 2-3

#22 New York Jets (posição anterior: #30)

Mais uma subida um pouco surpreendente aqui, mas os Jets enfim venceram outra partida e com o ataque funcionando. Diga-se, funcionando bem mais no jogo terrestre do que no aéreo. Diga-se também, diante de um frágil Denver Broncos. Esperamos mais atuações convincentes desse time que, em teoria, não era tão ruim para estar em 30º.

Campanha: 2-3

#23 Tampa Bay Buccaneers (posição anterior: #22)

Os Bucs não jogaram e por isso ficam quase na mesma. A questão é saber se a pausa fez bem para Tampa Bay, que vinha ladeira abaixo nas rodadas anteriores. O próximo desafio é o Atlanta Falcons, em crise.

Campanha: 2-2

#24 Atlanta Falcons (posição anterior: #18)

Incrível como os Falcons têm apenas uma vitória nesta temporada. Ok, são muitas lesões especialmente na defesa, mas a campanha é assustadora. Se perder de novo, para os Buccaneers, é melhor Atlanta começar a pensar em 2019.

Campanha: 1-4

#25 Denver Broncos (posição anterior: #19)

Depois de jogar bem e perder para os Chiefs, os Broncos jogaram mal e perderam para os Jets. Ou seja, não importa como, mas o time de Denver segue perdendo e nada indica uma melhor nesse cenário. Case Keenum vai se mostrando um erro e a pressão em cima do técnico Vance Joseph é gigante.

Campanha: 2-3

#26 Indianapolis Colts (posição anterior: #26)

O time de Indianápolis jogou bem na medida do possível contra os Patriots, mesmo com diversos desfalques, e por isso ficam no mesmo lugar mesmo com a derrota e com essa campanha 1-4. Os Colts dão impressão que a qualquer momento podem engrenar – não para chegar nos playoffs, mas para vencer mais do que o único jogo até aqui, com certeza.

Campanha: 1-4

#27 Dallas Cowboys (posição anterior: #24)

Muito conservadorismo nas decisões de ataque custaram a derrota para os Texans. E não só isso. A defesa ainda se mostra um setor interessante, mas Dak Prescott e Ezekiel Elliott não estão conseguindo comandar esse time sozinhos no lado ofensivo. A gangorra no ranking para Dallas deve seguir até o fim da temporada.

Campanha: 2-3

#28 New York Giants (posição anterior: #27)

Derrota dolorida diante dos Panthers, com o já mencionado FG de 63 jardas, numa das melhores atuações do ataque dos Giants no ano. Odell Beckham fez seu primeiro TD recebendo a bola e ainda outro passando, numa bela trick play. Tudo isso de nada adiantou e a campanha segue muito ruim e preocupante.

Campanha: 1-4

#29 Buffalo Bills (posição anterior: #31)

E não é que os Bills venceram outra? Mas nada de empolgar, apesar de ter sido contra o bem melhor rankeado Titans. Josh Allen sequer passou de 100 jardas na partida aéreas (82), mas marcou um TD importante correndo com a bola. E que decidiu foi o kicker Stephen Haushcka, com um field goal no fim. Nada que indique ainda alguma perspectiva para Buffalo.

Campanha: 2-3

#30 Oakland Raiders (posição anterior: #29)

Surra diante dos Chargers e os Raiders voltam para a posição que mais conhecem nesta temporada, o 30º lugar. Os velhos defeitos de sempre na defesa e um ataque anêmico explicam mais uma derrota do time de Jon Gruden.

Campanha: 1-4

#31 Arizona Cardinals (posição anterior: #32)

Único time que ainda estava sem vitórias neste ano, os Cards enfrentaram aquele que agora consideramos o pior da NFL (49ers, ver abaixo), então, não há motivo para empolgação. Pelo menos com Josh Rosen no comando de ataque, existe pelo menos aquela perspectiva de dias melhores, mesmo que não seja em 2018.

Campanha: 1-4

#32 San Francisco 49ers (posição anterior: #28)

Com Garoppolo a coisa já não vinha animadora, sem ele, os Niners parecem presa fácil para quase todos os times da NFL. E são muitas outras lesões que vêm prejudicando o desempenho de San Francisco, que a cada rodada já vai se preparando para a temporada 2019…

Campanha: 1-4

Confira os rankings anteriores do The Playoffs:

Kickoff

Semana 1

Semana 2

Semana 3

Semana 4

Ricardo Pilat Editor-Geral - The Playoffs - O Portal de Esportes Americanos

Ricardo Pilat

Editor-Geral

@ricardopilat

Jornalista, é editor-geral do The Playoffs. Apaixonado por esportes americanos desde moleque e autor de 633 home runs na carreira, mantém duas paixões de infância nas principais ligas norte-americanas: New York Knicks e New York Yankees. Mas ama igualmente a NFL e a NHL, em que acompanha Saints e Red Wings!

Fabio Garcia Redator de NFL, NCAA e F.A. Brasil - The Playoffs - O Portal de Esportes Americanos

Fabio Garcia

Redator de NFL, NCAA e F.A. Brasil

@

Advogado e amante de esportes. Fanático por futebol americano! Joga de safety no Armada FA - já anotou até algumas pick6 na carreira. Torcedor incondicional do Oakland Raiders, Michigan Wolverines (saudades Charles Woodson). Fã também da NBA e MLB, nas quais torce por San Antonio Spurs e Boston Red Sox. Escolha de 1ª rodada do Draft de Redatores de NFL do The Playoffs de 2017.

Fernando Ferreira Redator de NFL e NCAA - The Playoffs - O Portal de Esportes Americanos

Fernando Ferreira

Redator de NFL e NCAA

@

Fanático por esportes, acompanha de tudo um pouco. Na NFL e na NBA, a torcida vai para os dois times localizados no templo sagrado do automobilismo norte-americano: Colts e Pacers. Torce para os Ducks na NHL. Escolha de 1ª rodada do Draft de Redatores de NFL do The Playoffs de 2017.

Gabriel Mandel Redator de MLB e NFL - The Playoffs - O Portal de Esportes Americanos

Gabriel Mandel

Redator de MLB e NFL

@

Jornalista, mais um apaixonado por esportes desde o momento em que veio ao mundo. Tem certeza de que beisebol e futebol americano estão na lista de 7 maravilhas da Terra. Torce para os Giants, sofre com os Redskins e espera que o título dos Clippers venha antes do Armagedon.

Luis Felipe Saccini Redator de MLB e NFL - The Playoffs - O Portal de Esportes Americanos

Luis Felipe Saccini

Redator de MLB e NFL

@SacciniLuis

Estudante de Jornalismo, completamente apaixonado por esportes americanos. Torcedor fanático do Chicago Cubs e do Denver Broncos, na MLB e NFL. Também gosta de acompanhar NBA e NHL, torcendo para Los Angeles Clippers e Chicago Blackhawks. Ainda não acredita que viu o fim da "Maldição de Billy Goat.

Oddsshark