20/03/2019 - 20h46

[ESPECIAL] Mock Draft NFL 2019 do The Playoffs #4

Confira os palpites de Luis Felipe Saccini para o Draft considerando os maiores rumores pós free agency

O Draft de 2019 da NFL começa em 25 de abril, e não se fala em outra coisa na Liga. Afinal, quem seu time escolherá na primeira rodada do recrutamento? O Mock Draft do The Playoffs tentará descobrir!

Nosso objetivo é tentar te ajudar a entender melhor as possibilidades. Toda semana, teremos mock novo, com diferentes redatores do TP, explorando também diferentes possibilidades.

Na parte 4 do nosso mock, Luis Felipe Saccini apresenta seus palpites baseado nos primeiros rumores pós-free agency e os primeiros Pro Days das principais universidades americanas. O que será que os passarinhos do Draft andam falando?

Confira a análise e como ficaria a seleção dos prospectos segundo ele:

MOCK DRAFT NFL 2019: THE PLAYOFFS 

#1 – Arizona Cardinals: Kyler Murray (QB – Oklahoma)

Os rumores ligando Kyler Murray e os Cardinals ficam cada vez mais quentes a cada dia que passa. Foi uma tentação não pensar no cenário de que os Cardinals estariam fazendo fumaça para forçar Jon Gruden trocar pela primeira escolha para pegar o QB que o agrada, segundo os rumores. Entretanto, o Pro Day de Oklahoma cimentou ainda mais Murray como a primeira escolha do Draft. O QB agradou gregos e troianos com a sua exibição e recebeu notas altas dos scouts. Bucky Brooks, da NFL.com, chegou a dizer que Murray teve uma apresentação de cinco estrelas e que o braço de Murray tem talento A+.

#2 – San Francisco 49ers: Quinnen Williams (DT – Alabama)

Depois de muita demora, os primeiros rumores sobre o San Francisco 49ers começaram a circular nas redes sociais dos insiders. O time gerido por John Lynch estaria divido entre o edge rusher Nick Bosa e o defensive tackle Quinnen Williams. Bosa faria mais sentido, mas Lynch estaria impressionado com Williams e isso teria facilitado a decisão de trocar por Dee Ford com os Chiefs, já que Ford faria o mesmo que Bosa ao time.

#3 – New York Jets: Nick Bosa (EDGE – Ohio State)

Não é de hoje que os rumores indicam que os Jets devem descer no Draft, porém Bosa estar disponível depois de três escolhas não é algo que a franquia de Nova York espera e por isso eles podem ficar onde estão. Bosa faria os torcedores da parte verde de NY ficarem com um sorriso de orelha a orelha. Não seria surpresa descobrir que os Jets acabaram negando alguma proposta de troca após ver Bosa cair em seus braços.

#4 – Oakland Raiders: Dwayne Haskins (QB – Ohio State)

Sem Murray, Gruden opta por trazer a segunda opção na posição. Haskins é um QB com bastante talento, mas um pouco cru para NFL, por isso faria sentido Haskins ter que ficar no banco em sua primeira temporada. Ter essa opção disponível seria um bom motivo para justificar Derek Carr ainda não ter sido trocado já que tudo indica que o jogador não faz parte dos planos de Gruden para quando a franquia se mudar para Las Vegas.

#5 – Tampa Bay Buccaneers: Devin White (ILB – LSU)

O head coach Bruce Arians saiu da aposentadoria para tentar salvar a carreira do QB Jameis Winston, portanto um QB não deve fazer parte das opções para a quinta escolha geral. Tampa Bay fez contratações interessantes, mas não fez a reposição do linebacker Kwon Alexander, por isso optar por Devin White faria total sentido. White chegaria para tomar a posição logo no primeiro dia e ajudaria a desenvolver a defesa de Todd Bowles.

#6 – New York Giants: Josh Allen (EDGE – Kentucky)

Com Kyler Murray e Dwayne Haskins fora do board, os Giants podem optar por trocar pelo QB Josh Rosen com os Cardinals e assim buscar ajuda em outras posições com as duas escolhas de primeira rodada que agora possuem depois de trocar Odell Beckham Jr. para os Browns. Dificilmente Rosen irá custar alguma dessas escolhas, independentemente da vontade dos torcedores da franquia do Arizona.

Com isso Josh Allen chegaria para ajudar uma fraca defesa que perdeu boas peças no safety Landon Collins e o edge rusher Olivier Vernon – que também foi trocado para os Browns em uma troca alguns dias antes de OBJ.

#7 – TROCA!* Washington Redskins (via Jacksonville Jaguars): Drew Lock (QB – Missouri)

A triste situação do QB Alex Smith parece que realmente desestruturou os Redskins. Lutando por seu trabalho, o head coach Jay Gruden, junto dos manda-chuvas de Washington, tomou a atitude desesperada de trocar por Case Keenum com os Broncos, mesmo com a grande possibilidade de Keenum ser cortado. E os rumores indicam que o desespero é real e apontam que os Redskins devem procurar uma troca para subir no Draft e pegar Lock, que usaria do tempo atrás de Keenum no depth chart para trabalhar seus defeitos.

* A troca mencionada é uma projeção do autor, não estando concretizada ainda.

#8 – Detroit Lions: Jawaan Taylor (OT – Florida)

Os Lions tiveram uma free agency bem ativa e se reforçaram em diversos setores, parecia até que os rumores do interesse da franquia de Detroit pelos principais tight ends da classe era verdadeiro, mas o time encontrou seu novo TE ao contratar o ex-Steeler Jesse James. Detroit ainda precisa de ajuda na sua linha, principalmente nas posições de RG e RT. Taylor é considerado o melhor OT desta classe por alguns, mas deve ficar restrito a jogar do lado direito da linha e por esse motivo faria sentido para a franquia da Motor City.

#9 – Buffalo Bills: Brian Burns (EDGE – Florida State)

Antes da free agency, vários rumores ligaram a franquia de Buffalo com os principais edge rushers que buscavam novos contratos, porém os Bills não conseguiram trazer nenhum dos principais nomes, por isso é possível imaginar a franquia buscando essa posição mesmo com as necessidades do ataque. Burns vem subindo nos boards durante o processo do Draft e tem boa chance de encontrar uma vaga no top 10.

#10 –  Denver Broncos: T.J. Hockenson (TE – Iowa)

O jogador que mais é relacionado aos Broncos nos rumores é Drew Lock, mas desde a troca pelo QB Joe Flacco esse assunto esfriou. Alguns insiders de Denver agora indicam que é pouco provável que Denver escolha um QB com a décima escolha. Com Lock fora de questão, Denver deve olhar para as duas principais necessidades do elenco e ao mesmo tempo ir com o melhor jogador disponível. Isso colocaria Devin White e T.J. Hockenson como as principais opções. Com White selecionado na quinta escolha geral aqui, Hock fica com a décima; chega para ser titular e arrumar uma posição carente há muitos anos no Mile High. Vale lembrar que Flacco e o novo coordenador ofensivo  Rich Scangarello adoram usar TEs – e Jeff Heuerman, Jake Butt e Troy Fumagalli não são necessariamente um grupo coeso.

#11 – Cincinnati Bengals: Devin Bush (ILB – Michigan)

Há muito tempo os Bengals estão sendo ligados a linebackers neste Draft. Os rumores só aumentam depois da decisão de cortar Vontaze Burfict, que já assinou com o Oakland Raiders. São duas opções para a primeira rodada nesta posição. Com o outro Devin já fora do board, sobra Devin Bush para Cincinnati e isso passa longe de ser algo ruim.

#12 – Green Bay Packers:  Jonah Williams (OT – Alabama)

Os Packers reforçaram bem a defesa durante a free agency e agora devem olhar para o ataque no Draft. Linha ofensiva, tight end e wide receiver devem ser as posições alvo do time de Aaron Rodgers. Com T.J. Hockenson fora do board, a 12ª escolha talvez seja muito alta para Noah Fant – não deveria – e por isso o time de Green Bay decide por escolher o que o Draft lhe deu e mesmo tendo contratado Billy Turner, adiciona Jonah Williams – que tem recebido comparações com Bryan Bulaga – à proteção de Rodgers.

#13 – Miami Dolphins: Montez Sweat (EDGE – Mississippi State)

Os Dolphins estão em modo de rebuild e não devem competir muito em 2019. Por isso Ryan Fitzpatrick foi contratado para ser o QB titular, deixando assim o caminho aberto para Miami escolher o melhor jogador disponível. Sweat sem dúvidas seria o caso. O jogador foi diagnosticado com um problema no coração durante o Combine, mas os médicos disseram que não é algo que preocuparia a carreira do jogador e que oferece pouco risco, por isso Sweat foi liberado para participar do evento. Vai ser interessante ver se os times deixarão de escolher Sweat por causa disso. Quem arriscar pode ter um ótimo jogador em seu time.

#14 – Atlanta Falcons: Ed Oliver (DT – Houston)

Ed Oliver já foi considerado o melhor jogador deste Draft, mas o seu tamanho fez com que scouts ficassem em dúvidas sobre que posição ele poderia jogar. Muitos indicam que Oliver precisaria de jogadores que chamem atenção dos bloqueios para jogar em uma linha defensiva na NFL, ele pode encontrar isso em Atlanta com Grady Jarrett, Vic Beasley e Tak McKinley.

#15 – TROCA!* Jacksonville Jaguars (via Washington Redskins): Andre Dillard (OT – Washington State)

Os Jaguars tiveram que cortar alguns jogadores de sua equipe para fazer o contrato de Nick Foles caber em seu cap. Faria sentido o time buscar um trade down para adicionar mais picks e assim repor estes cortes. Dillard é considerado o melhor left tackle da classe e proteger Foles deve ser uma prioridade de Jacksonville neste Draft.

* A troca mencionada é uma projeção do autor, não estando concretizada ainda.

#16 – TROCA!* Tennessee Titans (via Carolina Panthers): D.K. Metcalf (WR – Ole Miss)

Com D.K. Metcalf caindo devido aos resultados de agilidade, os Titans têm uma boa chance de dar a Marcus Mariota mais uma incrível arma. Para isso provavelmente será necessário pular a segunda escolha dos Giants na primeira rodada, mas se optarem por isso fazer o time vai poder juntar Metcalf a um ataque que já conta com Derrick Henry, Dion Lewis, Corey Davis, Adam Humphries e Delaine Walker.

* A troca mencionada é uma projeção do autor, não estando concretizada ainda.

#17 – New York Giants (via Cleveland Browns): A.J. Brown (WR – Ole Miss)

Golden Tate não deve ser o substituto imediato de OBJ nos Giants. Tate é um bom slot receiver, mas não faz o mesmo que Odell. Com Metcalf saindo uma escolha antes, A.J. Brown poderia trazer o que Odell oferecia – guardadas as devidas proporções. Brown chegou a ser considerado o melhor WR da classe antes da última temporada, mas caiu de produção e assim caiu nos rankings. Entretanto, Brown tem agradado scouts e pode voltar a figurar bem na primeira rodada do Draft.

#18 – Minnesota Vikings: Deandre Baker (CB – Georgia)

A linha ofensiva dos Vikings ainda é um setor que precisará de ajuda durante o Draft, mas a contratação de Josh Kline ajuda o time de Mike Zimmer a não ter que buscar um guard na primeira rodada do Draft de 2019. Assim o time pode focar na defesa e trazer Baker para se preparar para possíveis saídas de Xavier Rhoders e Trae Waynes. Ambos os jogadores foram colocados na lista de troca por Minnesota e apesar do corte de algum deles não ser eminente, é certo que essa não será a dupla de corners em 2020, já que Waynes será um agente livre e não deverá receber uma proposta de renovação.

#19 – TROCA!* Carolina Panthers (via Tennessee Titans): Noah Fant (TE – Iowa)

Greg Olsen pode se aposentar para se tornar o próximo comentarista do Monday Night na ESPN americana, com isso o time dos Panthers se encontraria com um buraco na posição de TE e com um alvo a menos para Cam Newton. Fant resolveria esse problema. Já seria uma excelente opção na 16ª escolha, mas fazer o trade down e ainda sair com Fant no elenco seria algo maravilhoso – mesmo que Olsen resolva rejeitar a proposta da ESPN.

* A troca mencionada é uma projeção do autor, não estando concretizada ainda.

#20 – Pittsburgh Steelers: N’Keal Harry (WR – Arizona State)

Após trocar Antonio Brown, os Steelers contrataram Donte Moncrief, mas ele não pode ser a resposta do time para repor AB. Harry tem qualidades parecidas com as de Brown e oferece boa produção em retornos. Ele pode ser a escolha certa para agregar JuJu, James Washington e Moncrief no grupo de WRs de Pittsburgh.

#21 – Seattle Seahawks: Rashan Gary (EDGE – Michigan)

Os Seahawks precisam de ajuda em seu pass rush, e os rumores ainda indicam que Frank Clark pode fazer uma “greve” por causa da franchise tag que recebeu ou até ser trocado. Não é fácil prever um lugar para Gary neste Draft. Apesar de muito talentoso, ele não está tão pronto para a NFL quanto outros da posição que saíram antes dele neste mock. Porém, Gary pode ser uma peça importante para Seattle remontar a sua defesa.

#22 – Baltimore Ravens: Christian Wilkins (DT – Clemson)

Os Ravens perderam muitas peças em sua defesa nesta free agency e reforçar a defesa pode ter se tornado prioridade maior do que dar a Lamar Jackson mais armas – a contratação de Mark Ingram pode ajudar neste quesito. Christian Wilkins chegaria para ser uma importante peça ao lado de Michael Pierce.

Resultado de imagem para houston texans

#23 – Houston Texans: Garrett Bradbury (C – N.C. State)

A linha ofensiva dos Texans precisa de ajuda por todas as partes. O center titular atual, Nick Martin, foi um dos piores ranqueados da liga em 2018 e pode ser um bom candidato a trocar de posição. Os rumores apontam que Bradbury está subindo consideravelmente nos boards de toda a liga e pode ser uma boa aposta para figurar nas escolhas da primeira rodada. Bradbury é um prospecto seguro que deve ajudar os Texans a formar uma linha de proteção para Watson mais sólida.

#24 – Oakland Raiders (via Chicago Bears): Clelin Ferrell (EDGE – Clemson)

Os Raiders precisam de muita ajuda em seu pass rush. Por optar por escolher um QB na quarta escolha, Gruden tem que buscar pelo menos um edge rusher com as outras duas escolhas do primeiro round. Assim como Gary, Ferrell mostra que precisa de um tempo para desenvolver para a velocidade da NFL, mas feito isso, pode se tornar uma ótima peça para a defesa de Oakland.

#25 – Philadelphia Eagles: Cody Ford (OT – Oklahoma)

Os Eagles precisam olhar para a linha ofensiva. Jason Peters já não é mais uma criança e terá que ser substituído em breve. Cody Ford tem a versatilidade para jogar como guard e tackle. Inicialmente ele poderia jogar de guard enquanto Philly tiver Peters e Lane Johnson em seu roster e depois pode se tornar um dos tackles quando preciso.

#26 – Indianapolis Colts: Chase Winovich (EDGE – Michigan)

Os Colts optaram por não trazer muitos jogadores na free agency, porém foram cirúrgicos em suas ações. Ao trazer o WR Devin Funchess e renovar com o CB Pierre Desir e o S Clayton Geathers, os Colts ficaram em boa posição para focar no seu pass rush no Draft. Winovich já teve seu nome colocado na primeira rodada até a terceira, mas aparentemente agradou os scouts no combine e no Pro Day e pode sair muito antes do que alguns esperavam. Os Colts foram a Ann Harbor para observar Winovich no Pro Day de Michigan.

#27 – Oakland Raiders (via Dallas Cowboys): Erik McCoy (C – Texas A&M)

Apesar de center não ser uma necessidade para Oakland, a linha ofensiva poderia contar com mais uma ajuda. Assim como Bradbury, os rumores apontam que McCoy está crescendo muito nos olhos dos GMs e pode cavar uma seleção no primeiro round. Se chegar para a proteção de Carr e futuramente de Haskins, McCoy pode muito bem ser colocado como guard titular e mover para center se Rodney Hudson se machucar (ou não fazer parte dos planos de Gruden no futuro).

#28 – Los Angeles Chargers: Byron Murphy (CB – Washington)

Os Chargers são um time com poucas necessidades e por isso podem optar por deixar o Draft definir o que cai em sua mãos. Murphy seria exatamente o caso. Apontado por alguns como o melhor CB da classe, Murphy não é muito alto e talvez seja um pouco fraco para jogar no outside, mas pode se desenvolver em um ótimo slot cornerback e adicionar muito valor a defesa de Los Angeles.

Resultado de imagem para kansas city chiefs

#29 – Kansas City Chiefs: Johnathan Abram (S – Mississippi State)

Os Chiefs têm um dos ataques mais fortes da liga, apesar disso não significa que a franquia não deva tentar reforçar a unidade. Porém, se Bradbury e McCoy saírem antes da escolhas dos Chiefs, reforçar a defesa pode ser a opção da equipe de Andy Reid. Abram seria um parceiro interessante para o mais novo Chief, Tyrann Mathieu.

#30 – Green Bay Packers (via New Orleans Saints): Parris Campbell (WR – Ohio State)

Continuando com a ação de reforçar o ataque, os Packers podem optar por encontrar um parceiro para Davante Adams, agora que Randall Cobb foi para os Cowboys. O time de Rodgers tem alguns bons jovens na posição, mas nenhum que traga tanta segurança como Adams. Campbell foi muito bem durante o Combine e tem subido nos boards. Se for para Green Bay, o produto de Ohio State pode formar um trio interessante com Rodgers e Adams.

Resultado de imagem para los angeles rams

#31 – Los Angeles Rams: Jerry Tillery (DT – Notre Dame)

Os Rams têm poucas necessidades e devem procurar um trade down para adicionar mais escolhas e ter mais variedades para montar seu elenco e tentar voltar ao Super Bowl este ano. Entretanto, se esta oferta não chegar, Tillery faz sentido. O time já demonstrou interesse no jogador e marcou entrevista com o produto de Notre Dame. O jogador de linha ofensiva chegaria para substituir Suh, já que o time não deve renovar com o jogador e ainda não buscou ninguém da posição na free agency.

#32 – New England Patriots: Irv Smith Jr. (TE – Alabama)

Os Patriots precisam começar a se preparar para o futuro, seja para substituir Tom Brady ou outro jogador importante como Rob Gronkowski. Gronk, por exemplo, ainda não decidiu se vai se aposentar ou não este ano. O TE provavelmente deve jogar em 2019, mas quando será que ele realmente vai pendurar as chuteiras? Smith Jr. seria um ótimo complemento e um substituto para Gronk.

LEIA MAIS

Mock Draft The Playoffs: Versão 1 | Versão 2| Versão 3

Oddsshark