10/02/2018 - 12h21

Vencedores e perdedores do trade deadline da NBA em 2018

Alguns times conseguiram exatamente o que queriam; outros ficaram devendo... confira a análise!

Cavaliers adquirem Clarkson e Nance Jr

O fechamento da janela de transferências movimentou a NBA na quinta-feira (8) e as mudanças foram produtivas para muitas equipes e jogadores. Muitos times se reforçaram para os playoffs e outros conseguiram boas trocas para ter espaço no cap e buscar jovens jogadores no Draft. Porém, outras não conseguiram o que queriam e vão ter que esperar a abertura do mercado, em julho, para dar satisfações aos seus torcedores.

O The Playoffs analise agora quem foram os vencedores e os perdedores do trade deadline da NBA – e também as equipes que ficaram no “meio termo”. Confira!

(Foto: Reprodução Twitter/Cleveland Cavaliers)

OS VENCEDORES

CLEVELAND CAVALIERS

Os Cavaliers foram os grandes “vencedores” da deadline. Conseguiram ajustar o time com jogadores atléticos, rápidos e que melhoram bastante a defesa de Cleveland. Mesmo com a saída de Isaiah Thomas, que não vinha jogando bem, os atuais vice-campeões da NBA se tornam mais fortes rumo aos playoffs.

Com Hill e Clarkson na armação, a equipe fica mais explosiva, dinâmica e forte na defesa dos “guards”. A adição de Hood é fundamental para o elenco, que carecia de um ala atlético, que pontuasse bem e com regularidade.

Um dia após a atuação memorável de LeBron James contra os Wolves, os Cavs fizeram ajustes pontuais e montaram uma equipe bem mais competitiva para a pós-temporada. Mesmo com várias surpresas positivas na Conferência Leste, LeBron James e os Cavaliers estão mais vivos do que nunca.

DETROIT PISTONS

Os Pistons mudaram a estrutura da equipe com a chegada de Blake Griffin, e o time de Detroit parece estar confiante para os playoffs no Leste. O time ainda contou com chegadas de jogadores que não comprometem e são sólidos na defesa, para compor o elenco. A troca com os Clippers trouxe dois jogadores que serviram como moedas de troca para os Pistons.

Além de Griffin, James Ennis e Jameer Nelson são novos reforços para Van Gudy, que trabalhou muito bem na mudança de estilo da equipe e a força de garrafão que a equipe tem agora, com Andre Drummond dominante em sua posição. Sem contar que mesmo tendo Nelson como veterano, todos os jogadores são versáteis e flexíveis, algo que Van Gudy pode colocar muito bem em prática.

Para o futuro próximo, o time pode ser ainda mais competitivo.

(Foto: Reprodução Twitter / Detroit Pistons)

LOS ANGELES LAKERS

Isaiah Thomas se apresenta ao Cleveland CavaliersOs Lakers se livraram de contratos relativamente altos e abriram espaço no cap, podendo oferecer até dois salários máximos na próxima agência livre. Durante muito tempo Julius Randle era dado como jogador a ser trocado pelos Lakers, mas não foi o que aconteceu. A equipe de Los Angeles trocou Larry Nance Jr. e Jordan Clarkson, outro jogador que também era alvo de especulações.

Isaiah Thomas e Channing Frye, que chegaran, são agentes livres na próxima temporada e o espaço para novos contratos será grande. Os Lakers ainda conseguiram a primeira escolha dos Cavaliers no próximo Draft.

Mesmo tendo salários altos, os Lakers podem montar um forte time já na próxima temporada. Dentro do possível, foi uma boa negociação para a franquia, que agora tem Kyle Kuzma para suprir Nance no time titular.

(Foto: Reprodução Twitter/Cleveland Cavaliers)

MENÇÕES HONROSAS

Phoenix Suns com a adição de Elfrid Payton.

New Orleans Pelicans, que conseguiu Nikola Mirotic na briga pelos offs, mesmo com a ausência de DeMarcus Cousins.

Chicago Bulls que conseguiu escolhas de Draft e jovens jogadores em sua reformulação.

OS PERDEDORES

ATLANTA HAWKS

Dennis Schroder lidera vitória dos Hawks sobre os CavaliersOs Hawks teriam colocado muitos jogadores no mercado e pareciam estar encaminhados para receber muitas escolhas de Draft, porém a equipe não se movimentou e acabou trocando apenas Luke Babbitt por Okaro White. Além disso, a franquia tinha sérias conversas para trocar Ersan Ilyasova, mas o jogador teria vetado e não aceitou ser trocado. O time de Atlanta também dispensou Mario Belinelli e abraçou de vez a reformulação, mas sem ganhar muita coisa por isso até quinta-feira.

O time tem a pior campanha na temporada e não conseguiu trocar jogadores que não irão contribuir com o projeto da franquia para o futuro.

ORLANDO MAGIC

O Orlando Magic era uma das franquias com muitos nomes ligados a possíveis trocas. Evan Fournier, Nikola Vucevic e Elfrid Payton eram bastante especulados, além de outros jogadores da franquia. Apenas Payton foi trocado. O armador jogará pelo Phoenix Suns até o fim da temporada, quando seu contrato se encerra e o jogador vira um agente livre.

Mesmo trocando o armador, a equipe de Orlando recebeu apenas uma escolha de segunda rodada do Draft. Se tratando do cenário da equipe e todas as especulações que foram rodeadas durante a temporada de trocas, o Magic acabou se mexendo pouco e mal nesta deadline.

MEMPHIS GRIZZLIES

Os Grizzlies não conseguiram fechar nenhuma das possíveis trocas que estavam sendo especuladas, e a equipe perdeu James Ennis para o Pistons. O caso de Tyreke Evans acabou tendo um final que poucos esperavam e o jogador continuou em Memphis. O time queria uma escolha de primeiro round para liberar Evans, mas nenhuma franquia se dispôs a dar isso ao jogador, que tem contrato até o fim dessa temporada.

O jogador e a equipe acabaram em péssima situação, pois Tyreke seria ideal em qualquer time que disputa playoffs, e os Grizzlies estão entre as piores campanhas da temporada, e poderiam ganhar jovens jogadores ou escolhas de segunda rodada.

FICARAM NO ‘EMPATE’

O Denver Nuggets parecia estar muito interessado em Tyreke Evans ou em Marcus Smart para os playoffs, mas a equipe acabou apenas com Devin Harris, além de não conseguir trocar Kenneth Faried. Certamente poderia ter feito mais.

O Los Angeles Clippers era um dos times mais especulados nesta deadline, com possíveis trocas de DeAndre Jordan e Lou Williams para fazer seu rebuild completo. A equipe acabou renovando o contrato de Lou e manteve DeAndre também. Um time que não sabe bem o que quer da vida.

O Boston Celtics também estava interessado em Tyreke Evans, mas a equipe adquiriu apenas Greg Monroe (dispensado pelos Bucks), que estava sem clube depois de ser dispensado pelo Phoenix Suns. Vai com o que tem para buscar o título.

(Foto: Reprodução Twitter/Los Angeles Clippers)

Oddsshark