13/04/2018 - 18h18

[PRÉVIA] 1ª rodada dos playoffs da Conferência Oeste da NBA

Veja tudo o que pode acontecer nos quatro primeiros duelos da pós-temporada da Conferência Oeste da NBA

Depois de uma temporada regular cheia de surpresas e briga até o último dia para garantir participação na próxima fase, começam neste sábado (13) os playoffs da temporada 2017/2018 da NBA! Oito equipes da Conferência Leste e oito da Conferência Oeste duelam em busca do cobiçado título da liga.

E já no primeiro dia da primeira rodada da pós-temporada, o Golden State Warriors (2º), atual campeão da liga, enfrenta uma pedreira pela frente: o San Antonio Spurs (7º). Um confronto que poderia facilmente ocorrer nas finais do Oeste (como foi ano passado) coloca frente a frente dois dos times mais fortes da liga.

Contudo, as atenções nesta edição estão voltadas para o Houston Rockets (1º), time de melhor campanha na temporada regular e com o favorito a MVP, James Harden. A equipe encara o Minnesota Timberwolves (8º), que garantiu a classificação somente no último compromisso, quando eliminou o Denver Nuggets, concorrente direto por vaga nos playoffs.

O The Playoffs traz a análise dos primeiros quatro confrontos do Oeste e projeta que deverá avançar para a fase de semifinais de conferência. Confira!

(1º) HOUSTON ROCKETS X MINNESOTA TIMBERWOLVES (8º)

Convenhamos, bater de frente com o Houston Rockets de James Harden e Cia. não é tarefa nada fácil. O Minnesota Timberwolves tem árduo desafio pela frente, principalmente se levarmos em consideração o forte ataque dos texanos e a instabilidade defensiva da equipe de Minneapolis. Sejam lá quem forem os designados a anular a dupla de armadores dos Rockets – que conta com Chris Paul, que pode chegar à primeira final de NBA da carreira – terá a maior dificuldade da temporada até aqui.

Não é só de Harden e Paul que se faz o Houston Rockets. Vale destacar também a participação de Clint Capela, considerado por muitos como fortíssimo candidato a Most Improved Player, jogador que mais evoluiu no decorrer da campanha. A utilização do pivô em jogadas de pick and roll são bem comuns no time de Mike D’Antoni, algo que deve ser muito bem trabalhado pelos Wolves. No cara a cara dentro do garrafão, no entanto, Capela terá de lidar com Karl-Anthony Towns, pivô que fez excelente temporada e um dos principais jogadores de Minnesota nos dois lados da quadra.

Por mais legal que seja ver os Timberwolves na pós-temporada após 14 anos, é difícil acreditar que durem muito. Os Rockets fizeram sua melhor campanha da história (65-17) e dificilmente vão tirar o pé nos playoffs. Ao todo, as equipes se encontraram quatro vezes na temporada regular e com vitória de Houston em todas elas.

Palpite Sergio Neto: Houston Rockets 4-0 Minnesota Timberwolves
Palpite equipe The Playoffs: Houston Rockets 4-0 Minnesota Timberwolves

Crédito da foto: Reprodução/Houston Rockets Facebook

(2º) GOLDEN STATE WARRIORS X SAN ANTONIO SPURS (7º)

O confronto que poderia muito bem ser realizado na final da Conferência Oeste. O Golden State Warriors inicia sua caminhada em defesa do título de campeão justamente contra uma das equipes que, no início da temporada, figurava tranquilamente entre as favoritas para conquistar o troféu Larry O’Brien. Uma coisa é inegável: há muito respeito pelo San Antonio Spurs ao redor da liga por tudo o que Gregg Popovich construiu nos últimos anos. Mas não podemos deixar de considerar que: este está longe de ser um time que apresenta ameaças reais à equipe de Oakland.

Se olharmos o departamento médico da equipe poderemos encontrar a razão de as equipes se encontrarem tão cedo na pós-temporada. De um lado, Kawhi Leonard perdeu a maior parte dos jogos da equipe com uma lesão sofrida ainda na pré-temporada. O ala é o principal jogador dos Spurs, tanto defensivamente como ofensivamente. Sem ele, LaMarcus Aldridge assumiu a regência da equipe e deve ser a real ameaça para os Warriors. O forte empenho defensivo da equipe texana pode ser chave para um triunfo ou outro no AT&T Center, mas é difícil apostar em uma surpresa de San Antonio que chegou a flertar com a não-classificação.

Pelos Warriors, a principal baixa está em Stephen Curry, que provavelmente perderá a série inteira e tem previsão de retorno apenas para a próxima fase. Vale constar também que os astros Kevin Durant, Klay Thompson e Draymond Green também visitaram o departamento médico recentemente. O time de Golden State, que não está 100% há meses, deverá mostrar para o restante da liga como pode se comportar sem seu armador. Contudo, a equipe já deu sinais de que é possível se adaptar sim sem seu principal arremessador, independente das circunstâncias, e não deve ter grandes problemas em passar de fase.

Palpite Sergio Neto: Golden State Warriors 4-1 San Antonio Spurs
Palpite equipe The Playoffs: Golden State Warriors 4-1 San Antonio Spurs

Crédito da foto: Reprodução/San Antonio Spurs Facebook

(3º) PORTLAND TRAIL BLAZERS X NEW ORLEANS PELICANS (6º)

Dois candidatos que correm por fora para o prêmio de MVP da temporada medem forças na série entre Portland Trai Blazers e New Orleans Pelicans. De um lado, Damian Lillard, que liderou o time de Oregon mais longe do que muitos esperavam. Do outro, Anthony Davis, que assumiu o papel de principal regente da equipe após a contusão que tirou DeMarcus Cousins de cena, seu companheiro de garrafão.

Ambos, Trail Blazers e Pelicans, possuem defensores capazes de complicar a vida do astro adversário e vice-versa. Mas, apesar disso, Lillard e Davis combinaram para 77 pontos somados na última vez que se encontraram na temporada regular. Anulá-los totalmente é tarefa quase impossível, então o que se deve fazer é dificultar a vida de ambos ao máximo para que o adversário possa achar uma saída de vencer. No caso de New Orleans, o jeito é evitar ao máximo que Lillard, C.J. McCollum e até mesmo Jusuf Nurkic, tenham a bola em mãos. Já no caso de Portland, a ideia é impedir que Davis seja acionado, obrigando o adversário a concentrar o jogo em Solomon Hill, Emeka Okafor ou Darius Miller, por exemplo.

Com isso, os coadjuvantes poderão ser determinantes dos dois lados, principalmente na ajuda em pontuar, uma vez que seus protagonistas podem não colaborar tanto assim neste aspecto. O vencedor desta série será a equipe que melhor lidar com as armadilhas do adversário e melhor aliviar a pressão, seja através da maior participação de outros jogadores ou através da criatividade de contornar a situação imposta.

Palpite Sergio Neto: Portland Trail Blazers 4-2 New Orleans Pelicans
Palpite equipe The Playoffs: Portland Trail Blazers 4-2 New Orleans Pelicans

Crédito da foto: Reprodução/Portland Trail Blazers Facebook

(4º) OKLAHOMA CITY THUNDER X UTAH JAZZ (5º)

A série entre Oklahoma City Thunder e Utah Jazz é uma das mais interessantes de todo o playoff se você for analisar o que de melhor as equipes oferecem. De um lado, Russell Westbrook e Cia. com seus ataques explosivos. Do outros, uma das melhores defesas de toda a liga. Analisando os aspectos individuais de cada elenco, é possível achar armas dos dois lados. Há tanto a possibilidade de usar atletas altos como pequenos, cruzar as posições entre as equipes e colocar jogadores experientes para serem usados de diversas maneiras.

As incógnitas são diversas. Quem deve marcar Russell Westbrook entre Donovan Mitchell e Ricky Rubio, e quem deve se encarregar de levar a bola? Com que intensidade Pau George deve pressionar Mitchell na defesa, o motor ofensivo de Utah, uma vez que falhou neste aspecto durante a temporada regular? Como Derrick Favors pode atacar Carmelo Anthony e vice-versa?

É uma série interessante e divertida do aspecto competitivo. As escolhas estratégicas serão determinantes e também bastante desafiadoras de se prever. Os titulares do Jazz são mais confiáveis e regulares, apesar de que não se deve duvidar nem um pouco do potencial das estrelas do Thunder. O time de OKC oscilou bastante durante a temporada. Talvez o maior desafio de todos da equipe é tirar Rudy Gobert da frente de Russell Westbrook para que o armador e defensor do título de MVP possa explodir em direção à cesta.

Palpite Sergio Neto: Oklahoma City Thunder 2-4 Utah Jazz
Palpite The Playoffs: Oklahoma City Thunder 4-2 Utah Jazz

Crédito da foto: Reprodução/Oklahoma City Thunder Facebook

*Participaram dos palpites da equipe The Playoffs: Ricardo Pilat, João Bortolucci, Gabriel Diodato, Guilherme Silva, Ronaldo Bento, Lucas Tapajós, Jorge de Sousa, Helder Rivas, Pedro Moreira, Ederson Fernandes, Bruno Todaro, Rafael Gomes, Renan Dourado.

Oddsshark