10/06/2018 - 16h00

Casa da NBA na Av. Paulista faz sucesso em seu segundo ano em São Paulo

Casa 'NBA Finals 2018' tem quatro dias de funcionamento em São Paulo com mais atrações em relação a 2017

Casa da NBA 2018 em São PauloEste domingo (10) marca o último dia de funcionamento do espaço “NBA Finals 2018” em São Paulo. Localizada na Avenida Paulista, nº 1.811, a casa abriu para um Media Tour na terça-feira (05), para a exibição dos jogos 3 e 4 das finais da NBA, na quarta e sexta-feira (06 e 08) e para o público geral no fim de semana dos dias 09 e 10/06 e mostrou mais atrações em relação à sua edição anterior, em 2017, com mais variedade de entretenimento e maior distribuição de brindes. A equipe do The Playoffs esteve nas três ocasiões e pôde acompanhar de perto as atrações da casa.

Logo na entrada, os visitantes viram com totens em tamanho real dos grandes nomes da final de 2018, como Kevin Durant e LeBron James, além de amplo espaço dedicado a uma loja física da NBA, com venda de jerseys das equipes, camisetas de torcedor e acessórios temáticos em geral.

No andar de cima da casa, réplicas dos vestiários das equipes da NBA (Warriors, Cavaliers, Rockets e Celtics) dividiam espaço com três atrações que não haviam em 2017: um local com a réplica do troféu Larry O’Brien para fotos; um “Espaço Arcade”, com fliperamas com o icônico jogo “NBA Jam”, videogames para brincar com o “NBA 2K” e arcades de basquete; e um espaço com tecnologia de realidade virtual (VR), em que o participante, com um óculos especial, sentia-se dentro de jogos entre Warriors e Cavaliers das finais de 2017. Além destas atrações, em um corredor, camisas de cinco lendas do basquete estavam expostas autografadas: Kobe Bryant, Larry Bird, Magic Johnson, Michael Jordan e Oscar Schmidt.

Casa da NBA 2018 em São Paulo

Do lado de fora da casa, dividiam espaço com a enorme tela de 8m x 4m, food trucks, bares e uma meia-quadra, onde rolaram boas atrações ao longo dos quatro dias. Era na quadra que o mascote do Los Angeles Clippers, “Chuck, The Condor”, controlava as atenções ao lado da equipe de enterradas que faz o entretenimento dos jogos do Portland Trail Blazers, os Portland Rip City Slammers, sempre reunindo muita gente com enterradas cheias de acrobacia.

Ao longo dos quatro dias de casa, diversos jogadores, comentaristas e outros influenciadores do basquete estiveram presentes. Para citar alguns, estiveram lá Oscar Schmidt, Hortência, Alessandra, Guilherme Giovanonni, Eduardo Agra, Danilo Castro, Ricardo Bulgarelli, Demétrius Ferracciú, Yago Matheus, Rafael Luz, Marquinhos e Jefferson William, apenas para ficarmos em alguns nomes.

Estivemos no derradeiro jogo 4 da série final e foi possível sentir o clima que o basquete vive atualmente no Brasil. Conversamos com os fãs de basquete presentes e a sensação era mesmo de um evento melhor, mesmo que a série final, em si, não tenha sido. Casa lotada (a casa sorteou 325 pares de convites para o público geral nos dias de cada um dos jogos) e dividida praticamente 50-50 entre torcedores de Warriors e Cavaliers, o público vibrava a cada cesta e reclamava a cada lance de falta sobre os grandes jogadores envolvidos na decisão. Ao final do jogo, chuva de papel picado e fumaça para a celebração do terceiro título em quatro anos do Golden State Warriors.

(Fotos: Divulgação MPC Rio/Assessoria de Imprensa NBA Brasil)

Oddsshark